25 abril 2010

Mariana foi pro mar - Ira



Deixou seus bens mais valiosos com o cachorro e foi viajar
Foi de coração
Pois o marido saiu pra comprar cigarros e desapareceu
Foi visto no Japão
Com a vizinha, sua ex melhor amiga
Mariana foi ao chão
E ela pensou por muitas vezes
Se usava sua Mauser ou o gás de seu fogão
Mas seu último direito ela viu que era um erro
Mariana foi pro mar
Mariana se cansou
Olhou o que restava da sua vida
Sem direito a pensão
Sem um puto pra gastar
Sempre foi moça mimada
Mas tinha em si a vocação do lar
E foi numa tarde de domingo
Que ganhou tudo no bingo
Sorte no jogo azar no amor
E sua bagagem estava pronta
Parecia que sabia do seu prêmio de consolação
Mudou o itinerário
Trocou o funerário
Pelo atraso do avião
Uma lágrima de sal
Percorre no seu rosto misturando-se ao creme facial
Onde foi que ela errou?
Se acreditava na sinceridade de sua vida conjugal
E se ela pensava muitas vezes
se usava uma pistola ou o gás do seu fogão
Mas ela mudou o itinerário
Trocou o obituário pelo atraso do avião
Hoje ela desfila pela areia
Com total desprezo pelos machos de plantão
Ela está bem diferente
Ama ser independente
Mariana foi pro mar

Um excelente domingo para as mulherzinhas sem frescura! 【ツ】

20 abril 2010

Aquela Droga da Donna Reed


That Damn Donna Reed (Aquela Droga da Donna Reed) foi o episódio 14 da 1ª temporada de Gilmore Girls(seriado que eu adoro e passa na Warner). Donna Reed é um antigo programa de televisão, que nos anos 50 fez muito sucesso na televisão americana. Em Gilmore Girls, Lorelai e a Rory(mãe e filha), ficam horrorizadas quando Dean, namorado de Rory, achou normal que durante todo o episódio de Donna Reed Show, a protagonista ficou limpando e cozinhando de vestido e salto alto, esperando o marido com jantar pronto e com um sorriso no rosto, como se fosse algo agradável, ela não tinha opções, o típica mulher dos anos 50 que infelizmente, ainda hoje  em pleno século 21 se repete nos lares de muitas famílias.
É então que toda confusão começa, Rory fica louca da vida, que Dean espera uma mulher do tipo Donna Reed, e ela é a típica mulher independente, que quer estudar e trabalhar, que vive só de congelados e fast food. Ela diz que se Donna Reed tivesse escolhas, jamais escolheria ficar lavando, limpando e cozinhando e ele diz que a mãe dele sempre cozinhou para eles, e mesmo quando passou a trabalhar fora, continuou cozinhando nos finais de semana e que ele achava muito legal a mulher preocupada com a família.


Enfim eles se entendem e Rory acaba encarnando Donna Reed, coloca um modelito bem anos 50, faz um delicioso jantar para Dean e percebe que o querer cozinhar para agradar a família(marido, namorado, filhos) é muito legal, desde que seja por opção e não imposição do marido ou da sociedade.

Obs.: Sou uma dona de casa também, mas eu tenho escolha e falo sem frescura nenhuma que serviço doméstico é uma droga!

Anne Hathaway: pacifista vegana punk rock


Essa foi a descrição da atriz Anne Hathaway para descrever sua personagem, a Rainha Branca, no filme de Tim Burton Alice No País das Maravilhas, que sera lançado no Brasil em abril de 2010. Hmmm ... Realmente, Ann ficou parecida com a Nina Hagen, a verdadeira pacifista vegana punk rock!


by: Lobo Reporter




Rainha Branca/Anne Hathaway

A atriz tinha uma ideia muito clara do que queria que a sua personagem fosse: uma “punk-rock pacifista vegan”, inspirada em parte em Blondie. A Rainha Branca é boa, mas não totalmente – afinal não vem dos mesmos genes que a irmã, a Rainha Vermelha? “No País das Maravilhas ninguém é inteiramente bom ou mau e acho isso fantástico. Há gradações em todas as personagens”. Numa das cenas uma mosca voa em frente da cara da Rainha Branca e ela afasta-a gentilmente. “Nunca poderia fazer mal a uma criatura viva”, diz. Foi daí que Hathaway tirou a ideia dela ser vegan. 


Fonte: Vegetarianismo e Ética

Maionese Vegana

maionese vegana com cachorro-quente de vina/salsicha superbom - 100% vegetal

1 copo de água
3 colheres sopa de extrato de soja (leite de soja em pó)
óleo para dar consistência
Vinagre, sal e pimenta do reino (a gosto)

Bater no liquidificador sem parar enquanto coloca óleo até chegar na consistência desejada.

Testada e Aprovada!
Essa receita consegui numa feira vegetariana, que já nem existe mais, aqui em Curitiba.

Phoebe Buffay - Mulherzinha Vegetariana

Quando penso em um personagem da TV vegetariano, logo lembro da maluquinha da Phoebe Buffay de Friends. Ela não era meu personagem preferido, mas com certeza uma das mais engraçadas e preocupada com o mundo ao seu redor. Phoebe tinha filosofia antiglobalização, era contra a produção em massa e contra grandes cadeias corporativas de serviços. Mas o ponto forte da sua personagem, que a diferenciava dos demais, era o fato de ser uma hippie vegetariana. Phoebe era ovo-lacto vegetariana, e não comia carne pelos animais, para salvar vidas. Tanto que quando fica grávida e sente um desejo repentino por presuntos e salames, Joey deixa de comer carne por ela, para amenizar sua consciência e tudo continuar "equilibrado". Outro episódio marcante a respeito dela ser vegetariana, é quando visita os pais do namorado e eles servem vitela, ela querendo impressionar a todos, muda completamente, seu modo de vestir, falar, pensar e acaba até comendo um pedaço de vitela, mesmo sentindo repulsa, mas logo em seguida corre para o banheiro e coloca tudo para fora, e volta a ser quem era.
Claro que o tema era tratado de maneira descontraída, sem grandes reflexões e com uma pitada de sarcasmo, mas o importante é que era divulgado e que a Phoebe apesar de todos a sua volta serem seu oposto, ela nunca abriu mão da sua personalidade e da sua filosofia de vida.

Phoebe Buffay - Vegetariana

Quando penso em um personagem da TV vegetariano, logo lembro da maluquinha da Phoebe Buffay de Friends. Ela não era meu personagem preferido, mas com certeza uma das mais engraçadas e preocupada com o mundo ao seu redor. Phoebe tinha filosofia antiglobalização, era contra a produção em massa e contra grandes cadeias corporativas de serviços. Mas o ponto forte da sua personagem, que a diferenciava dos demais, era o fato de ser uma hippie vegetariana. Phoebe era ovo-lacto vegetariana, e não comia carne pelos animais, para salvar vidas. Tanto que quando fica grávida e sente um desejo repentino por presuntos e salames, Joey deixa de comer carne por ela, para amenizar sua consciência e tudo continuar "equilibrado". Outro episódio marcante a respeito dela ser vegetariana, é quando visita os pais do namorado e eles servem vitela, ela querendo impressionar a todos, muda completamente, seu modo de vestir, falar, pensar e acaba até comendo um pedaço de vitela, mesmo sentindo repulsa, mas logo em seguida corre para o banheiro e coloca tudo para fora, e volta a ser quem era.
Claro que o tema era tratado de maneira descontraída, sem grandes reflexões e com uma pitada de sarcasmo, mas o importante é que era divulgado e que a Phoebe apesar de todos a sua volta serem seu oposto, ela nunca abriu mão da sua personalidade e da sua filosofia de vida, era um verdadeira mulherzinha sem frescura.

19 abril 2010

TPM - Todos os Problemas Misturados

Photobucket

Frases e procedimentos para sobreviver a uma mulher com TPM nas situações do dia-a-dia:
Você chega em casa com aquela fome...

PERIGOSO: O que tem pro jantar?
SEGURO: Posso te ajudar com o jantar?
SEGURÍSSIMO: Onde você quer ir pra jantar?
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

Vocês vão a uma festa e ela diz: Amor já estou pronta...

PERIGOSO: Você vai vestir ISSO?
SEGURO: Nossa, você fica bem de marrom!
SEGURÍSSIMO: Uau! Tá uma gata!
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

Ela diz: Como você é grosso!

PERIGOSO: Tá nervosa por quê?
SEGURO: Tudo bem que eu poderia ter avisado, assumo meu erro!
SEGURÍSSIMO: Vem, deixa eu te fazer um carinho...
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

Na hora daquele super almoço de domingo...

PERIGOSO: Será que você devia comer isso?
SEGURO: Sabe, ainda tem bastante maçã.
SEGURÍSSIMO: Quer um copo de vinho pra acompanhar?
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

Você chega em casa tarde, e ela está sentada no sofá...

PERIGOSO: O que você fez o dia todo?
SEGURO: Espero que você não tenha trabalhado demais hoje amor.
SEGURÍSSIMO: Adoro quando você usa esse baby doll!
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

E algumas definições para TPM:

TPM = Todos os Problemas Misturados
TPM = Tendências a Pontapés e Murros
TPM = Temporada Proibida para Machos
TPM = Tocou, Perguntou, Morreu
TPM = Tente no Próximo Mês
TPM = Tempo Pra Meditação
TPM = Treinadas para matar

Espero que todos os homens agora tenham entendido!!
Que a semana seja suportável e passe rapidamente para todas as mulherzinhas com TPM!

14 abril 2010

Gelatina Vegetal - Agar Agar

GRACILARIA PÓ – Agar Agar
É uma substância existente em certas algas vermelhas rodofíceas e que forma com facilidade um hidrogel. Utilizada em laboratórios como meio de cultura de microorganismos ou na culinária como gelatina.
A Riqueza das Algas:
Riquíssima em iodo (percussor da tiroxina)
Vitaminas A, B e C
Sais minerais
Spirulina - oligoelementos, sais minerais, proteínas e aminoácidos.
Vitaminas - C, B1, B2, B6 e B12
35% glicídios
5% lipídios
Quase não contém celulose.
Como agar-agar é uma gelatina de origem vegetal, extraída das algas vermelhas, sua composição nutricional difere completamente da composição da gelatina de origem animal.
A gelatina de ágar-ágar não precisa ser levada ao refrigerador para endurecer, ela endurece normalmente com o resfriamento á temperatura ambiente. Possui sabor neutro, portanto pode-se adicionar qualquer ingrediente saborizante.
Vende-se ágar-ágar em fios semelhantes a macarrão, em barras compridas, mas é comumente comercializada em pó e sua cor geralmente é esbranquiçada.
A diluição é de meio litro de líquido para 4 g de ágar-ágar.
Experimente utilizar ágar-ágar para reduzir o consumo de ovos na elaboração de receitas.
Observe atentamente a composição nutricional nos rótulos dos alimentos, muito produtos industrializados contêm gelatina de origem animal em sua composição, principalmente doces como iogurtes, sobremesas industrializadas, e balas gelatinosas como jujubas e balas de goma.
Prefira sempre produtos de origem vegetal, que contenham menor quantidade de produtos químicos e variedade de nutrientes.

O Agar Agar também é rico em fibras vegetais, que atuam na regularização das funções intestinais, proporcionando um suave efeito laxante. Por isso, é comumente utilizado em dietas com baixo teor calórico, auxiliando nos regimes de emagrecimento. É uma alga rica em sais minerais, iodo, fósforo e de alto valor dietético.
Efeito Hidratante: Uma hidratação praticamente imediata . A pele se torna mais macia e aveludada e, após alguns dias de utilização , rugas e marca de expressão são menos evidentes. Uma pele mais lisa, com aspecto mais jovem e sadio, pode ser observada ao fim de uma vintena de dias de utilização. O efeito hidratante é tão intenso que reduz os sintomas do excesso de exposição ao sol, tais como a vermelhidão e a formação de bolhas.

Ágar-Agar é muito utilizada por vegetarianos, por ser de origem vegetal e livre de corantes artificiais. Aqui em casa uso de maneira prática e rápida, bato o suco no liquidificador com 1 colherzinha de café de ágar-ágar. Beba na hora e já estará ingerindo uma quantidade diária excelente.

Possui em sua composição principalmente fibras e também sais minerais (P, Fe, K, Cl, I), celulose, anidrogalactose e uma pequena quantidade de proteínas.
Usados pelos orientais há muitos séculos é abundante nos mares da China e do Japão.
As mulheres japonesas fazem uso diário desta gelatina, o que lhes garante uma pele saudável, os cabelos macios e brilhosos, os dentes fortes, os intestinos bem regulados, o corpo esbelto e sem gorduras.
Havemos ainda de considerar como vitalizante celular, retarda o envelhecimento dos tecidos, evitando as rugas, enrijece os seios, fortifica as unhas, revigora o couro cabeludo evitando a queda dos cabelos.

13 abril 2010

Cuidado com seu gato

clique na imagem para ampliar

:-)

Parenthood com Lauren Graham

Eu já tinha lido alguma coisa a respeito que Lauren Graham estaria em um novo seriado, mas estava por fora de qual seriado se tratava, qual canal que iria passar e quando estrearia. Pois bem, ontem a Bruna Dofen, postou sobre o novo canal Liv no blog dela, e eu grudei na telinha a noite, para assistir o 1º episódio de Life UneXpected, e para minha surpresa, lá estava a promo de Parenthood, que estreia quinta as 22 horas, com a linda Lauren no papel principal, e o melhor ainda, num seriado dramático, baseado em assuntos familiares... alegria, alegria!! Nos EUA já estreou a algumas semanas na NBC e com ótimas critícas, agora é torcer para continuar indo bem, com um bom desenrolar da história e com audiência, para não acabar antes do fim.


Um pouquinho sobre PARENTHOOD:

Uma produção da NBC baseada no filme de 1989 estrelado por Steve Martin(Um tiro que não saiu pela culatra). Quem espera um simples remake do filme pode esperar sentado. Os conflitos da grande família Braverman não são parecidos com a antiga comédia, mas isso não significa que sejam ruins. Pelo contrário: Parenthood é um drama completíssimo, no qual vários bons arcos distintos se unem em um só quando o familião todo se reúne.
De saída, já ganha pontos por agregar um elenco talentoso formado por nomes facilmente reconhecíveis de outras séries. Há Lauren Graham (de GILMORE GIRLS), Peter Krause (de SIX FEET UNDER) e Brian Grazer (ARRESTED DEVELOPMENT), além de Monica Potter (TRUST ME e BOSTON LEGAL) e Erika Christensen (SIX DEGREES), entre outros. Na liderança do roteiro está Jason Katims, de FRIDAY NIGHT LIGHTS.
Esta é a história dos Bravermans Sarah, Adam, Crosby e Julia , quatro irmãos que compartilham as dores de cabeça, os desgostos e as alegrias inesperadas da paternidade, e assim como em “Gilmore Girls”, Lauren Graham vai interpretar uma mãe solteira, mas dessa vez sua filha não será um doce como Rory(Alexis Bledel) e sim uma garota rebelde que vai dar muita dor de cabeça para a mãe.


Agora é esperar até quinta-feira para conferir se o seriado é tudo que eu espero ou muito mais.

06 abril 2010

Como diria Nietzsche...

Mas sou atrevida por natureza e adepta da frase de Nietzsche: "Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia". Ai, Nietzsche você sempre soube! É isso mesmo. Eu odeio e assino embaixo. E odeio com todas as forças, com todas as letras, em capslock, de trás para frente, em inglês ou latim. EU ODEIO. Sou uma ótima companhia para mim mesmo, adoro ficar sozinha, lendo, escrevendo ou fazendo o meu nada. Prefiro me afundar em mim a ter que ouvir gente falando merda ou contando vantagem. (Fernanda Mello)
"Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade."
(Friedrich Nietzsche)

05 abril 2010

Carta do Chefe Seattle

O que ocorrer com a terra,
recairá sobre os filhos da terra.
Há uma ligação em tudo.
No ano de 1854, o presidente dos Estados Unidos fez a uma tribo indígena a proposta de comprar grande parte de suas terras, oferecendo, em contrapartida, a concessão de uma outra "reserva".
O texto da resposta do Chefe Seatlle, tem sido considerado, através dos tempos, um dos mais belos e profundos pronunciamentos já feitos a respeito da defesa do meio ambiente.
Como é que se pode comprar ou vender o céu, o calor da terra? Essa idéia nos parece estranha. Se não possuímos o frescor do ar e o brilho da água, como é possível comprá-los?


A Carta

Cada pedaço desta terra é sagrado para meu povo. Cada ramo brilhante de um pinheiro, cada punhado de areia das praias, a penumbra na floresta densa, cada clareira e inseto a zumbir são sagrados na memória e experiência de meu povo. A seiva que percorre o corpo das árvores carrega consigo as lembranças do homem vermelho.

Os mortos do homem branco esquecem sua terra de origem quando vão caminhar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta bela terra, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela faz parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia, são nossos irmãos. Os picos rochosos, os sulcos úmidos nas campinas, o calor do corpo do potro, e o homem - todos pertencem à mesma família.

Portanto, quando o Grande Chefe em Washington manda dizer que deseja comprar nossa terra, pede muito de nós.

O Grande Chefe diz que nos reservará um lugar onde possamos viver satisfeitos. Ele será nosso pai e nós seremos seus filhos. Portanto, nós vamos considerar sua oferta de comprar nossa terra. Mas isso não será fácil. Esta terra é sagrada para nós.

Essa água brilhante que escorre nos riachos e rios não é apenas água, mas o sangue de nossos antepassados. Se lhes vendermos a terra, vocês devem lembrar-se de que ela é sagrada, e devem ensinar as suas crianças que ela é sagrada e que cada reflexo nas águas límpidas dos lagos fala de acontecimentos e lembranças da vida do meu povo. O murmúrio das águas é a voz de meus ancestrais.

Os rios são nossos irmãos, saciam nossa sede. Os rios carregam nossas canoas e alimentam nossas crianças. Se lhes vendermos nossa terra, vocês devem lembrar e ensinar a seus filhos que os rios são nossos irmãos e seus também. E, portanto, vocês devem dar aos rios a bondade que dedicariam a qualquer irmão.

Sabemos que o homem branco não compreende nossos costumes. Uma porção da terra, para ele, tem o mesmo significado que qualquer outra, pois é um forasteiro que vem à noite e extrai da terra aquilo de que necessita. A terra não é sua irmã, mas sua inimiga, e quando ele a conquista, prossegue seu caminho. Deixa para trás os túmulos de seus antepassados e não se incomoda. Rapta da terra aquilo que seria de seus filhos e não se importa. A sepultura de seu pai e os direitos de seus filhos são esquecidos. Trata sua mãe, a terra, e seu irmão, o céu, como coisas que possam ser compradas, saqueadas, vendidas como carneiros ou enfeites coloridos. Seu apetite devorará a terra, deixando somente um deserto.

Eu não sei, nossos costumes são diferentes dos seus. A visão de suas cidades fere os olhos do homem vermelho. Talvez seja porque o homem vermelho é um selvagem e não compreenda.

Não há um lugar quieto nas cidades do homem branco. Nenhum lugar onde se possa ouvir o desabrochar de folhas na primavera ou o bater das asas de um inseto. Mas talvez seja porque eu sou um selvagem e não compreendo. O ruído parece somente insultar os ouvidos.

E o que resta da vida se um homem não pode ouvir o choro solitário de uma ave ou o debate dos sapos ao redor de uma lagoa, à noite? Eu sou um homem vermelho e não compreendo. O índio prefere o suave murmúrio do vento encrespando a face do lago, e o próprio vento, limpo por uma chuva diurna ou perfumado pelos pinheiros.

O ar é precioso para o homem vermelho, pois todas as coisas compartilham o mesmo sopro - o animal, a árvore, o homem, todos compartilham o mesmo sopro. Parece que o homem branco não sente o ar que respira. Como um homem agonizante há vários dias, é insensível ao mau cheiro. Mas se vendermos nossa terra ao homem branco, ele deve lembrar que o ar é precioso para nós, que o ar compartilha seu espírito com toda a vida que mantém. O vento que deu a nosso avô seu primeiro inspirar também recebe seu último suspiro. Se lhes vendermos nossa terra, vocês devem mantê-la intacta e sagrada, como um lugar onde até mesmo o homem branco possa ir saborear o vento açucarado pelas flores dos prados.

Portanto, vamos meditar sobre sua oferta de comprar nossa terra. Se decidirmos aceitar, imporei uma condição: o homem branco deve tratar os animais desta terra como seus irmãos.
Sou um selvagem e não compreendo qualquer outra forma de agir.

Vi um milhar de búfalos apodrecendo na planície, abandonados pelo homem branco que os alvejou de um trem ao passar. Eu sou um selvagem e não compreendo como é que o fumegante cavalo de ferro pode ser mais importante que o búfalo, que sacrificamos somente para permanecer vivos.

O que é o homem sem os animais? Se todos os animais se fossem o homem morreria de uma grande solidão de espírito. Pois o que ocorre com os animais, breve acontece com o homem. Há uma ligação em tudo.

Vocês devem ensinar às suas crianças que o solo a seus pés é a cinza de nossos avós. Para que respeitem a terra, digam a seus filhos que ela foi enriquecida com as vidas de nosso povo. Ensinem as suas crianças o que ensinamos as nossas que a terra é nossa mãe. Tudo o que acontecer à terra, acontecerá aos filhos da terra. Se os homens cospem no solo, estão cuspindo em si mesmos.

Isto sabemos: a terra não pertence ao homem; o homem pertence à terra. Isto sabemos: todas as coisas estão ligadas como o sangue que une uma família. Há uma ligação em tudo.

O que ocorrer com a terra recairá sobre os filhos da terra. O homem não tramou o tecido da vida; ele é simplesmente um de seus fios. Tudo o que fizer ao tecido, fará a si mesmo.

Mesmo o homem branco, cujo Deus caminha e fala com ele de amigo para amigo, não pode estar isento do destino comum. É possível que sejamos irmãos, apesar de tudo. Veremos. De uma coisa estamos certos - e o homem branco poderá vir a descobrir um dia: nosso Deus é o mesmo Deus. Vocês podem pensar que O possuem, como desejam possuir nossa terra; mas não é possível. Ele é o Deus do homem, e Sua compaixão é igual para o homem vermelho e para o homem branco. A terra lhe é preciosa, e ferí-la é desprezar seu criador. Os brancos também passarão; talvez mais cedo que todas as outras tribos. Contaminem suas camas, e uma noite serão sufocados pelos próprios dejetos.

Mas quando de sua desaparição, vocês brilharão intensamente, iluminados pela força do Deus que os trouxe a esta terra e por alguma razão especial lhes deu o domínio sobre a terra e sobre o homem vermelho. Esse destino é um mistério para nós, pois não compreendemos que todos os búfalos sejam exterminados, os cavalos bravios sejam todos domados, os recantos secretos da floresta densa impregnadas do cheiro de muitos homens, e a visão dos morros obstruída por fios que falam.

Onde está o arvoredo? Desapareceu.

Onde está a águia? Desapareceu.

É o final da vida e o início da sobrevivência.

“Os opostos se distraem e os dispostos se atraem”

Como é bom conversar com alguém que te *entende*, alguém que te escuta, alguém que te faz rir, alguém que pensa exatamente como você, alguém que tem “afinidades infinitas”, gostos dos mesmos gostos e brincadeiras parecidas. Alguém que não cansa das suas bobagens, alguém que tá ali pra te dar “bom dia”, tá ali pra te dar “boa noite”, tá ali pra te lembrar que já é tarde e vocês ainda não almoçaram. Alguém que você sente falta quando não fala, alguém que você quer contar o que te aconteceu, o que você viu, o que você ouviu, o que você fez. Alguém que você vê uma coisa, escuta uma música, tem uma idéia e só pensa em querer correr pra contar. Alguém que você nunca imaginou que pudesse existir com tanta precisão. Alguém pelo qual você não pediu, mas que depois que surgiu você se perguntou: “Como pude viver tanto tempo sem ?”.  Como diria Engenheiros do Hawaii, “Ninguém é igual a ninguém”. Mas quando encontramos alguém que faz pelo menos 10% disso tudo, podemos gritar ao mundo: “…mas uns mais iguais que os outros”. Viva sua vida intensamente, calmamente, sem atropelar fatos, tudo tem sua hora certa, o que tiver de ser vai ser, nada acontece por acaso, está escrito! Una-se à pessoas que te ensinam, que aprendem com você, pessoas que crescerão com você, que precisam e cuidam de você. A vida é muito curta para estarmos presos ao passado, a pessoas que pouco caso fazem, que se parecem pouco, cuidam pouco, estão pouco e pouco sempre serão, por mais que esperamos e queremos muito. Se para nós pouco é muito que deste pouco a vida nos ensine que para ser feliz de verdade pouco é pouco. Porque *SE* ser feliz era aquilo, o que sou hoje não tem nome.

“Os opostos se distraem e os dispostos se atraem” . . . (Teatro Mágico)

Eu só acredito em afinidades e nada mais, sem afinidades não existe nada!!    

Mulherzinha que balança!

Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura
(Martha Medeiros)

Uma excelente semana para toda mulherzinha que ainda balança!!

01 abril 2010

Curitiba aprova lei que pune maus tratos a animais

Caros amigos e amigas animalistas, 
Curitiba aprovou hoje, em primeiro turno, uma lei que pune quem pratica maus tratos a animais. Segunda-feira, há uma votação que acredita-se apenas confirmativa. A lei prevê penas pecuniárias e sanções impeditivas do exercício pleno de cidadania. 
Há anos havíamos proposto esta lei. Ela sofreu algumas alterações, mas avaliamos que as transformações trouxeram, além do caráter punitivo, também o caráter educativo.
Sabemos que cultura demora a mudar e a nossa longa história de uso e maltrato do outro ainda exigirá muito de nosso investimento diário. Assim, podemos sem dúvida comemorar e até nos garantir de algum instrumento na hipótese da queda do art. 32 da Lei dos Crimes Ambientais.
São sempre instrumentos legais a oferecerem alguma garantia aos animais e nos dão respaldo para nossas denúncias. 
Assim, nos resta comemorar!
Saudações animalistas!

Laelia Tonhozi
Educadora Ambiental – Especialista
Movimento Animalista do Paraná
FDDA Curitiba

Fonte - ANDA
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...