31 julho 2010

Tudo pela paixão

Entendo as paixões humanas. São frágeis. Inúteis. Verdadeiras ilusões, financiadas pelo orgulho, egoísmo, desamor e ambição. Os seres humanos, morrem e matam por elas. Desrespeitam a vida e zombam dos outros seres. Nossas paixões, carregam nosso espírito e manifestam-se como instrumentos de desrespeito, individuais ou coletivos. Paixões são efêmeras. Prejudiciais. Pelas paixões, criam-se sistemas de extermínios, políticos, religiosos, filosofais, gerando a cegueira na alma. E a cegueira na alma leva os seres humanos aos caminhos que apontam o chão, o abismo, da incompetência, da desarmonia cósmica. As paixões fizeram dos humanos os maiores predadores do planeta. Acabamos com as matas, os rios, os oceanos, os animais e com milhões de seres da mesma espécie. As guerras. Fundamentalismo. Dogmas. Crenças. Elementos que não passam de substratos mentais, governam o dia a dia na sociedade. Imposições. Regulamentos que não respeitam a liberdade e o direito de ir e vir. Preocupações materiais que só visam a prevaricação de um estado espiritual. Quem não evolui seu espiritual, não consegue sair dessa saga de desrespeito e destruição ao que é fruto da criação. E todos os que apóiam essa sintonia com a dor, bebem da mesma fonte, praticam os mesmos atos de vandalismo ao que é divino. Precisamos acabar com os maus tratos com os seres que convivem conosco. A prática da dor, do desperdício de vidas, do escoamento pelo ralo do sangue animal, nas touradas, rodeios, rinhas, caça, corrida de cães e a mais nova invenção de crueldade, a corrida de patos. Diversão às custas da dor alheia. Os animais sentem. Emocionam-se. Percebem os gestos de amor e de desprezo. Choram a ausência dos que lhes são caros. Os seres humanos avançaram sinais sagrados. E há quem defenda a idéia desses eventos. Há aqueles que entendem o derramamento de sangue como cultura. Para eles, com certeza, os milhões de judeus mortos no horrendo holocausto da Segunda Grande Guerra, também foi fruto de uma cultura nova. Basta de violência contra os animais. Faça sua parte. Tente. Defenda. Não se omita. O dinheiro está calando vozes e amordaçando bocas. O reflexo da violência humana está nas páginas dos jornais, na televisão, nas rádios e no portão das nossas casas. Está esperando ela entrar na sua casa?
Carlos Roberto Ventura 
http://coisasdalma.vila.bol.com.br
via Instituto Nina Rosa

30 julho 2010

A História dos Cosméticos


Você mulherzinha, é viciada em cosméticos, que tal repensar suas atitudes e tornar-se uma mulherzinha sem frescura, ser bonita ao natural, sem artifícios e procurar cosméticos Cruelty Free e 100% vegetais. Deixe as futilidades de lado, preocupe-se mais com o seu interior, com a sua família e o bem estar dos animais, afinal, é neles que são feito os testes desses produtos altamente tóxicos, preste mais atenção no que você compra e nas consequências terríveis que a simples escolha de um shampoo ou de um creme corporal pode causar a você e a todos ao seu redor.

Mulherzinha... pense, mude, reinvente-se... faça escolhas diferentes!

26 julho 2010

O Inhame

O Inhame é um dos alimentos mais fantásticos que se conhece. Ele tem um valor nutricional e medicinal, conhecido há muito tempo. No começo do século já se usava elixir de inhame para curar sífilis.Vocês já devem ter ouvido falar.
O inhame conhecido como "vassourinha do sangue", limpa o sangue fazendo com que as impurezas saiam através da pele, rins e intestinos. Médicos orientais recomendam comer inhame para fortificar os gânglios linfáticos, que são postos avançados de defesa do sistema imunológico.
A presença do inhame no sangue permite uma reação à invasão de mosquitos, neutralizando o agente causador de doenças antes que ele se espalhe pelo corpo. Dessa forma é possível evitarmos doenças como a dengue , febre amarela e malária.
Há registros de que aldeias inteiras morreram de malária depois que roças de inhame foram substituídas por outros plantios.
O inhame é mais nutritivo que a batata. A sua folha, parecida com a taioba, também serve para comer cozida ou refogada. Ele é nativo do Brasil enquanto que a semente da batata é importada.
Inhame dá com fartura em qualquer lugar e ele, ao invés de apodrecer como a batata, brota e produz mais inhames ! Emplastro de inhame ajuda a trazer para fora furúnculos, quistos sebáceos,unhas encravadas, verrugas, espinhas, farpas, cacos de vidro que entram nas mãos ou pés, etc. Pode ser usado imediatamente após fraturas ou queimaduras para evitar inchaço e dor. Desinflama cicatrizes e elimina o sangue pisado de contusões, abcessos e tumores.
Nas mulheres aumenta a fertilidade porque contém fitoestrógenos, hormônios vegetais, importantes na menopausa e após.
Ele acompanha praticamente todas as minhas refeições, inclusive lanches. Faço sucos fabulosos de inhame com alguma fruta, farinha de linhaça e fica uma delícia e mega nutritivo.
Experimentem sem medo - bata no liquidificador pedacinhos de inhame com uma fruta da sua preferência e depois me fala o que você achou. Não dá pra sentir o gosto do inhame forte e fica uma delícia, além de muito nutritivo e revigorante, sem contar na faxina que ele faz no seu organismo.

Feminologia Pink

  • Já me rendi a esse fantástico alimento, o suco foi testado e aprovado, realmente não fica o gosto, tirei a casca, lavei bem, cortei uns pedacinhos, lavei de novo e deixei um pouco de molho na água para tirar aquela baba.
  • Uma receitinha fácil e rápida, corta ele em pedacinhos e cozinha até amolecer, então escorre e lava. Frita um pouco de alho no azeite e em seguida coloca o inhame e um pouco de sal, não mexer muito para não virar purê. Ou se preferir, faça purê.

25 julho 2010

Eu acordei e estou em dívida com a natureza


Eu acordei e descobri que estou em dívida com a natureza, e pretendo pagar da melhor maneira possível, principalmente com minhas atitudes.

A linhaça

A linhaça vem se destacando, graças aos benefícios que ela proporciona à nossa saúde.
A linhaça é composta de 41% de gordura, 28% de fibras, 21% de proteína, 4% de resíduos e 6% de outros carboidratos (entre eles: açúcares, ácidos fenólicos, lignana e hemicelulose). No entanto, essa gordura tem uma quantidade enorme de ácidos graxos do tipo ômega 3 (usados no combate a obstruções em artérias, responsáveis por doenças do coração).
A linhaça auxilia o sistema digestivo e o funcionamento do intestino, e conseqüentemente deixa a pele mais bonita. A linhaça é considerada um alimento, pois tem propriedades nutricionais básicas e preventivas — graças aos componentes antioxidantes e anticancerígenos. Além disso, é um poderoso desintoxicante
Na casca da linhaça encontra-se uma mistura de minerais, proteínas e vitaminas. A vitamina E ajuda no funcionamento celular, por isso afasta o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas.
Um dos destaques da linhaça é uma substância chamada lignana, que exerce o mesmo papel do estrógeno. Esse composto atua na apoptose celular — um mecanismo de defesa que provoca a destruição das células defeituosas. No caso de um câncer, esse mecanismo de autodestruição costuma não funcionar. Mas a lignana substitui tal sistema e ativa a contagem regressiva para a célula doente se destruir como esperado.
Vale ressaltar que a linhaça só pode ser usada no tratamento do câncer sob estrita avaliação médica.
 A linhaça dourada é rica em ômega 3,ômega 6 e ômega 9, enquanto a linhaça marrom possui apenas ômega 3. Outra principal diferença é que são cultivadas de forma orgânica certificada, ou seja, não possui agrotóxico, por isso a linhaça dourada é mais cara.

Benefícios da Linhaça

  • diminui os sintomas da menopausa, como: suores, dores de cabeça e insônia;
  • reduz o colesterol
  • auxilia na redução do peso
  • combate as espinhas
  • proporciona equilíbrio nos hormônios
  • modulação do sistema imunológico
  • ajuda controlar o diabetes
  • regula o intestino
     A semente de linhaça moída tem os mesmos benefícios nutricionais que a semente inteira, além de ser mais fácil para ingerir. Para preparar a linhaça moída, bata-a em um liquidificador por alguns minutos. Não há necessidade que ela vire pó.
    A linhaça moída pode ser guardada na geladeira em um vidro limpo e seco bem fechado e deve ser consumida em mais ou menos uma semana.
    É aconselhável tomar uma colher de sopa por dia, podendo ser a qualquer hora do dia. Se a intenção é ter um bom funcionamento do intestino, tome em jejum; pode ser com água ou com qualquer líquido de sua preferência.

    O óleo de linhaça é um dos alimentos mais ricos em Omega 3 e Omega 6. A alta taxa de Omega 3 faz da linhaça um alimento de caráter preventivo à saúde, sendo um importante agente antioxidante e renovador celular. É um ácido graxo essencial que oferece vários benefícios à saúde. Ele favorece o metabolismo da gordura e a produção de energia, regulando as funções celulares e a cicatrização dos tecidos. Os ácidos graxos essenciais são imprescindíveis para o corpo humano; por isso, procure incorporar esse precioso alimento na sua dieta.

    Feminismo e Poder


    Por Ellen Augusta - Desobediência Vegana - Via ANDA
    Por que a mulher ainda é inferiorizada na sociedade?
    Há muito tempo venho observando o comportamento das mulheres no geral e nas exceções. Sou leitora de livros feministas, sempre fui contra toda forma de injustiça e por isso sempre simpatizei com os movimentos feministas, pelo fato óbvio de que, numa sociedade claramente machista, o feminismo é uma estratégia de ação.
    Mas, no recente caso do estupro em Florianópolis, uma coisa me chamou a atenção: a vulnerabilidade da mulher em todos os níveis é surpreendente. E é gritante.
    Alguns movimentos feministas se colocam contra a mãe da menina, que segundo eles, “expõe” a criança de modo desnecessário. O restante do fato pareceu de menor importância. Mas o que aconteceria se ninguém ousasse se expor?
    Me admiro muito que o movimento feminista não tenha se manifestado ainda contra o que o chefe de polícia afirmou em entrevista, de que aquilo (três ou mais pessoas, menores e uma menor com hematomas sexuais diagnosticados em exames) não se saberia ser ou não estupro, e que ele não estava lá para ver. Esta foi a afirmação mais grave de todas pois um crime para ser crime não precisa necessariamente ter a polícia presente.
    Desviar o assunto dos culpados para a vítima é infelizmente muito comum entre mulheres, homens e todo tipo de gente preconceituosa. Lembrem do caso do Polanski, acusado de estupro, em que fãs escreveram carta para livrar o estuprador da cadeia (na carta havia muitas mulheres, curiosamente), com a justificativa de que talvez a menina “quisesse” ter relações com ele. No caso é sempre a vítima quem tem que ter o ônus da prova.
    A questão envolve toda a sociedade, a polícia que demora, os meios de comunicação etc.,  mas uma coisa me chama a atenção: grupos que deveriam lutar pelos direitos humanos, pela mulher e pela justiça fazem silêncio, não se manifestam ou escrevem asneiras, com exceções, obviamente.
    Criticar o feminismo e a mulher é o velho método moralista, que infelizmente até mesmo mulheres propagam.
    Certz vez uma colega, com curso superior, veio com um discurso antifeminismo baseado no velho clichê de que as feministas apenas queimam sutiãs, são solteironas e infelizes. Isso é uma falácia que foi devidamente incentivada lá, na época em que o feminismo estava tomando força, pelos que gostariam que esse movimento fosse abafado. A falácia segue sendo reproduzida na boca de quem é escravo de um sistema machista, e o defende prontamente. Mulheres que são contra o feminismo deveriam se informar de que coisas que hoje elas acham normal foram conquistas do movimento feminista, que sofreu muito numa sociedade preconceituosa e sexista.
    Em questões políticas também temos problemas, uma vez que as mulheres não elegem mulheres. Na defesa dos animais temos exemplos de pessoas que jamais serão veganas, pelo fato de que ser vegano é ir de encontro a movimentos políticos, a grupos ideológicos, que, apesar de não mudar a realidade de forma alguma, seguem como ideologia nos gritos, camisetas e posturas pseudolibertárias.
    Mulheres que atuam no movimento de defesa dos animais são as primeiras a criticar as outras mulheres do mesmo movimento, nenhuma alcança o status de “perfeição”, críticas ao cabelo, à postura, às palavras. Umas falam demais, outras são histéricas. Os homens não fogem do cinismo, mas neste texto vou me deter às mulheres especificamente, que é o que mais me choca.
    Pois a desunião ajuda a propagar a exploração. Os animais não têm voz, mas as mulheres têm. Não se pode aceitar que nesta época ainda existam preconceito, exploração e abuso dos mais fracos. E muito menos ainda se pode aceitar que as mulheres endossem o machismo, sejam preconceituosas, ou se proponham a se relacionar com homens mesquinhos e machistas.
    Já ouvi de mulheres que saber demais é ruim para a mulher, pode uma coisa dessas? É exatamente por preconceitos como estes que as mulheres seguem sendo objetos, porque se colocam como tais.
    No caso de uma menina, ela não pode se defender pois é quase uma criança. Mas existem milhões de mulheres adultas que podem defendê-la usando os meios legais para isto.
    Por falar nisso, a mulher há muito tempo não é mais minoria. É maioria absoluta em praticamente todas as cidades, é maioria inclusive, como chefe de famílias. Por que então esse silêncio, esse posicionamento passivo diante das decisões mais importantes?
    Robson Fernando, aqui mesmo no ANDA em sua coluna Zeitgeist Moral, denuncia matéria feita em portal feminino desinformando sobre o vegetarianismo. Recomendo a leitura do ótimo texto do autor, que mostra as incoerências do artigo. Infelizmente, não podemos contar com portais femininos, revistas femininas, que não ajudam a mulher a se libertar de preconceitos, inclusive alimentares.
    Mas há coisas novas surgindo: a comunicação via web. Estamos cada vez mais cientes de que este novo meio de comunicação (twitter, blogs e outros) está produzindo ar fresco na informação.  Há maior liberdade de comunicação, pesquisa e informação. E é daqui que podemos mudar a realidade, informando e divulgando. Claro que a atitude no dia a dia é fundamental. Para os que acham que estou generalizando, gostaria que soubessem que há, sim, muitas pessoas interessadas no movimento feminista e fora dele. Na causa animal e nos direitos humanos (ou pessoas que trabalham  em todas essas causas juntas). Conheço algumas dessas pessoas. Mas ainda é pouco e é por isso que escrevo. Se for apenas para falar de flores, coisas bonitas, mas esconder a realidade, sugiro que procurem ler outros texto que aos milhares só falam nisso, inclusive de autores mais famosos e influentes do que eu.

    Depois de um texto tão completo quanto esse, só tenho a acrescentar que Ellen é mulherzinha sem frescura e agradecer por ela compartilhar com o mundo essa reflexão tão importante, consciente e feminista.

    24 julho 2010

    Proibido Circo com Animais no Paraná


    Depois de quase três anos de polêmica, foi aprovado por unanimidade em segunda votação ontem, na Assembléia Legislativa do Paraná, o projeto de lei que proíbe a utilização de animais em espetáculos circenses que passarem pelo Estado.

    Na primeira votação, apenas três deputados votaram contra o projeto. Depois de muita conversa com entidades de proteção aos animais, eles mudaram de ideia. "A beleza do circo é a arte e o trabalho do ser humano, não a escravidão e o sofrimento dos animais", lembra Soraya Simon, presidente voluntária da Sociedade Protetora dos Animais.

    O projeto, de iniciativa do deputado estadual Luiz Nishimori (PSDB), segue a linha de projetos já aprovados em Curitiba e em estados como Rio de Janeiro, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

    "Segundo o Ibama, os animais passam dias em jaulas de 3 metros, os macacos têm os dentes arrancados, tigres e leões têm as garras arrancadas. O elefante, por exemplo, que teria que caminhar mais de 40km por dia, passa a vida inteira parado no cativeiro, acorrentado. É isso que não pode acontecer", ressalta o deputado.

    O projeto seguirá para sanção do governo estadual. Se aprovado, caso seja constatada a participação de animais selvagens ou domésticos em apresentações circenses, o espetáculo pode ser interditado, o circo perde a lincença de funcionamento e pode receber multa. O projeto recebeu duas emendas e não proíbe animais em rodeios ou exposições em feiras agropecuárias.

    Novo circo
    A Associação Londrinense de Circo já trabalha com a linguagem do novo circo, que não utiliza animais em suas apresentações, mas o presidente da associação, Paulo Líbano, não concorda com o projeto de lei aprovado.

    "Já houve agressão há algum tempo, mas agora não tem mais disso, mesmo porque não é agredindo que se convence um animal a fazer o que você quer. O certo seria ter uma fiscalização para punir quem realmente machuca os animais, porque eu conheço muitos circos que não tratam os animais assim e serão prejudicados com a lei", garante.

    Soraya discorda. "O animal selvagem só é dominado pelo medo, por isso o treinamento dele envolve tortura. Eles nasceram para viver em liberdade na natureza, e não para servir o homem", ressalta.

    Um prato leve para um dia quente

    1 pacote de macarrão de feijão verde ou de arroz
    4 colheres de sopa de vinagre japonês (de arroz)
    1 colher de sopa rasa de açúcar
    1 coher de chá de sal
    1 cenoura grande ralada fininha
    2 ou 3 pepinos japonês cortados fininhos
    2 colheres de gergelim preto


    • shoyo - opcional à gosto de cada um no próprio prato

    Colocar o macarrão na água fervendo sem óleo e sem sal por no máximo 5 minutos.
    Escorrer e jogar água fria até esfriar.
    Adicionar o vinagre, açúcar e sal, em seguida acrescentar a cenoura, pepino, gergelim e misturar tudo.
    Servir frio. 
    Rende bastante e pode ficar na geladeira por até 3 dias.
    • Não tirei foto, mas na próxima vez tiro e coloco aqui.
    • Um prato leve e diferente.

    23 julho 2010

    O valor das donas de casa




    Um homem chegou a casa, após o trabalho, e encontrou os seus três filhos brincando do lado de fora, ainda vestindo os pijamas.

    Estavam sujos de terra, cercados por embalagens vazias de comida entregue em casa....A porta do carro da sua esposa estava aberta.....A porta da frente da casa também....O cachorro estava sumido, não veio recebê-lo.

    Enquanto ele entrava em casa, achava mais e mais bagunça.

    A lâmpada da sala estava queimada, o tapete estava enrolado e encostado na parede.....Na sala de estar, a televisão ligada aos berros num desenho animado qualquer, e o chão estava atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.

    Na cozinha, a pia estava transbordando de pratos; ainda havia café da manhã na mesa, a geladeira estava aberta, tinha comida de cachorro no chão e até um copo quebrado em cima do balcão.

    Sem contar que tinha um montinho de areia perto da porta.....Assustado, ele subiu correndo as escadas, desviando dos brinquedos espalhados e de peças de roupa suja.

    Será que a minha mulher passou mal?' Pensou. ....Será que alguma coisa grave aconteceu?

    Daí viu um fio de água correndo pelo chão, vindo do banheiro.....Lá encontrou mais brinquedos no chão, toalhas ensopadas, sabonete líquido espalhado por toda parte e muito papel higiênico na pia.

    A pasta dos dentes tinha sido usada e deixada aberta e a banheira transbordando água e espuma.

    Finalmente, ao entrar no quarto de casal, ele encontrou a mulher ainda de pijama, na cama, deitada e lendo uma revista.

    Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou:

    Que diabos aconteceu aqui em casa? .....Por quê toda esta bagunça?

    Ela sorriu e disse:

    -Todos os dias, quando você chega do trabalho, me pergunta:

    - Afinal de contas, o que você fez o dia inteiro dentro de casa?'

    - Bem... Hoje eu não fiz nada, FOFO!!!! Sentiu a diferença???

    21 julho 2010

    Animals hoarder - Acumulador de animais


    Hoarding é uma patologia psiquiátrica, que é caracterizada por uma excessiva acumulação e retenção de coisas e/ou animais até eles interferirem no dia a dia, como o cuidado com a casa, saúde, família, trabalho e vida social. Hoarding é, muito freqüentemente, um sintoma de uma doença mental mais grave, como o transtorno obsessivo compulsivo.

    O Dr. David Tolin, diretor do Centro de Transtornos da Ansiedade, do Hospital Hartford, define hoarding:

    Até agora, hoarding é considerado por muitos pesquisadores como um tipo de transtorno obsessivo compulsivo. Entretanto, para outros cientistas, hoarding também pode ser relatado como transtorno do controle do impulso que podem ser:
    • comprar compulsivamente 
    • depressão
    • ansiedade social 
    • transtorno bipolar 
    Há os acumuladores de coisas e os acumuladores de animais.

    Os acumuladores de animais, (animals hoarders), são pessoas que necessitam de cuidados psiquiátricos, porém ainda não há literatura médica a respeito. Essas pessoas têm dificuldade em tomar decisões racionais e de tomarem conta de si próprios, mesmo em relação ao básico. Também não conseguem lidar com situações que não possam controlar – geralmente a morte de qualquer animal leva a uma forte sensação de angústia.

    O Dr. Gary Patronek, veterinário americano, diretor do Centro para Animais e Políticas Públicas da Universidade de Tufts e seu grupo chamado “The Hoarding of Animals Research Consortium”, criado em 1997, definiram um acumulador de animais como:
    • alguém que acumula um grande número de animais sem lhe dar a garantia da cobertura das necessidades básicas (comida, cuidados de saúde e de higiene); 
    • alguém que não tem a capacidade de entender a deterioração progressiva da saúde e higiene de seus animais, (não reconhece a doença, a morte e a fome) e do meio onde se encontram (superlotação e más condições higiênicas). 
    O Dr. Gary Patronek também conduziu uma pesquisa, em 1999, para delinear o perfil do acumulador de animais e, chegou às seguintes conclusões:
    • 76% são mulheres. 
    • 46% têm 60 anos ou mais. 
    • A maioria é de solteiros e mais da metade vive sozinho. 
    • Em 69% dos casos, fezes e urina de animais estavam acumuladas nas áreas sociais da casa. Em mais de 25% dos casos, a cama do acumulador estava suja com fezes e urina. 
    • Animais doentes ou mortos foram descobertos em 80% dos casos relatados, ainda que em 60% dos casos os acumuladores não reconhecessem o problema. 
    Em maio de 2003, os agentes da Humane Society de Maryland, nos Estados Unidos, invadiram o centro para animais “Chubbers Animal Rescue”, do casal Linda Farve e Ernie Mills. Os agentes encontraram mais de 300 gatos, vivendo em condições precárias de alimentação e higiene, incluindo mais de 70 corpos de felinos, em vários estágios de decomposição. Além disso, o chão do “estabelecimento” estava coberto por fezes, urina, lixo e esqueletos.

    O casal foi julgado e condenado por crueldade contra os animais.

    Os acumuladores, muitas vezes, aparentam levar vidas normais - são educados, simpáticos e conversadores. Porém, os animais (e eles próprios) vivem entre fezes, urina e lixo e, encontram-se subnutridos e doentes. Os cães, geralmente, estão infectados por várias doenças e os gatos com leucemia (FeLV), aids felina (FIV), etc.

    Os animais que morrem, freqüentemente não são retirados do local. O acumulador não tem a percepção da falta de higiene e dos riscos para a própria saúde e a dos animais.

    O acumulador não consegue dizer “não” a colocar mais um bicho em sua casa, por mais que esteja superlotada ou que o animal recolhido esteja muito doente (contagiando os outros animais). Ele acha que o bicho estará bem com ele, melhor do que em qualquer outro lugar e “nega” que seus animais estejam em condições precárias de saúde. Cães e gatos são as principais vítimas: 65% de gatos e 60% de cães estão envolvidos nas ocorrências.

    Como o acumulador é, uma pessoa mentalmente doente, há controvérsias em relação à punição desse tipo de pessoa.

    Mas, de uma forma geral, o acumulador é enquadrado nos crimes de negligência e crueldade contra os animais (maus – tratos).

    Esse tipo de situação já é preocupante, em termos de saúde pública, nos Estados Unidos.

    Martha Follain – Formação em Direito, Neurolingüística - Hipnose, regressão - Terapia Reikiana – animais e humanos - Terapia floral – animais e humanos.

    Mãe de Cachorro - via Somos Todos Um

    19 julho 2010

    Vegetarianismo é como andar de bicicleta

    Por Marco Clivati - Revista dos Vegetarianos

    É como andar de bicicleta. Ao tentar dar as primeiras pedaladas de nossas vidas, a insegurança bate. O temor de cair e se machucar é inevitável. Com o tempo e a prática, o medo é superado e o equilíbrio conquistado.
    Finalmente então, você consegue seu caminho pedalando ao vento com o gostinho de ter vencido mais um obstáculo.
    Com o vegetarianismo não é diferente. No começo, a insegurança é inevitável. Os tantos mitos dissertados como se fossem pura verdade por profissionais da saúde, familiares e pela mídia fazem com que a grande maioria das pessoas, que resolvem dar seus primeiros passos ruma à dieta vegetariana, acabem ficando sempre com um pé atrás. O medo é tanto, que alguns acabam desistindo antes mesmo de tentar.
    Não há o que temer. Se você está pensando em subir nessa majestosa bicicleta chamada vegetarianismo ou já está dando as primeiras pedaladas, siga em frente. Com a prática, a insegurança desaparece. Assim como andar de bicicleta, em pouco tempo, suas ações se adaptam à nova realidade e a prática do vegetarianismo se torna a coisa mais fácil do mundo. Depois de alguns poucos quilômetros rodados, os frutos começarão a brotar.
    E caso venha a cair, não se deixe intimidar por nada. É só sacudir a poeira e subir na magrela novamente. Siga seu objetivo confiante. Assim que superar o medo e conquistar o equilíbrio, garanto para você que será uma das pedaladas mais enriquecedoras e valiosas da sua vida.

    16 julho 2010

    A Escravidão Sutil

    A vida foi feita para ser desfrutada, é um presente divino. Mas milhões de pessoas estão no exército, prontas para massacrar ou serem massacradas. E toda a vida delas, todos os dias, é gasta em paradas, na limpeza de armas ou em seguir ordens de algum tolo: vire à esquerda, vire a direita. Imaginem, fazer isso a vida toda! e nem mesmo por um único momento pensam no que estão fazendo de suas vidas. É para isso que serve a vida? É esse o destino de uma vida?

    Se você está cantando e dançando, talvez tenha um significado. Mas se virar à esquerda e à direita, marchar todos os dias, preparando-se para a morte… Como a vida pode ser apenas uma preparação para a morte? Ensinam brutalidade, a violência e a insensibilidade, pois somente assim é possível escravizar milhões de pessoas.

    Vocês pensam que são livres? A escravidão apenas tornou-se mais sofisticada, só isso. Mas a escravidão continua existindo.

    Nenhuma sociedade até agora foi livre de fato. Todas as sociedades foram sociedades de escravos. Uma coisa é certa: escravidão tomou várias formas através dos tempos. Primeiro era muito grosseira, agora é muito sutil.

    Lembre-se a escravidão sutil é muito mais perigosa que a grosseira, porque você pode se rebelar contra a escravidão grosseira, já que ela é tão aparente, tão óbvia, mas, quando ela é sutil, você nem mesmo a percebe.

    Se você é um muçulmano, um hindu, um cristão, um jainista, é um escravo. Sua mente foi condicionada para ser um hindu, um muçulmano, um cristão, e você se tornou isso. E você nunca pensou sobre isso. Por que você deveria ser isso ou aquilo? Você não nasceu cristão ou muçulmano, nasceu como pura consciência. Por que essas limitações?

    E se você estiver fazendo coisas que os outros querem que faça, mas nunca aquilo que sempre quis fazer de fato, você é um escravo. Um ser humano livre é alguém que pode se dizer dono de sua inteligência, senhor de sua sensibilidade.

    Osho 

    07 julho 2010

    Glutadela - via Projeto Vegan




    O Thiago do Projeto Vegan me presenteou com essas glutadelas.



    Eu ficava doidinha quando visitava o blog dele e via suas receitas com glutadela, e olha, que são várias e sempre "reclamava" que aqui em Curitiba nunca acho essas coisas diferentes para comprar. E ele muito gentilmente disse que gostaria de me mandar uma, e acabaram chegando duas, só tenho que usar rapidinho, porque irão vencer no final do mês, "né Thiago, não se preocupe, não esqueci desse detalhe", tenho certeza que acabo com elas antes do final do mês, tenho 1 adolescente e um pré-adolescente em casa, que comem pra caramba e estão esperando ansiosos para "aprovar" novas receitas. =D

    Thiago, em nome de toda família... Muito Obrigada!

    Querem saber mais sobre a Glutadela, visitem o site: http://www.nutralim.com.br/


    E acompanhem as receitas do Thiago no Projeto Vegan !!

    04 julho 2010

    "Profissão Mãe"

    Photobucket

    Uma mulher chamada Ana foi renovar sua carteira de motorista.
    Pediram-lhe para informar qual era sua profissão.
    Ela hesitou, sem saber como se classificar.

    "O que eu pergunto é se tem algum trabalho", insistiu o funcionário.
    "Claro que tenho um trabalho" exclamou Ana. "Sou mãe!"

    "Nós não consideramos mãe um trabalho. Vou colocar dona de casa", disse o funcionário friamente.

    Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica. A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

    "Qual é a sua ocupação?" perguntou.
    Não sei o que me fez dizer isto. As palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora: "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

    A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar pra o ar, e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.
    Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.

    Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial.

    "Posso perguntar" disse-me ela com novo interesse "o que faz exatamente?"

    Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa de longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa).
    Sou responsável por uma equipe (minha família), e já recebi quatro projetos (todas meninas).
    Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda?).
    O grau de exigência é a nível de 14 horas por dia (para não dizer 24)"

    Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária, que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente abriu-me a porta.

    Quando cheguei em casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipe: uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 4.

    Do andar de cima, pude ouvir meu novo experimento - um bebê de seis meses - testando uma nova tonalidade de voz.
    Senti-me triunfante!

    Maternidade... que carreira gloriosa!

    Assim, as avós deviam ser chamadas Doutora-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas, as bisavós Doutora-Executiva-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas e as tias Doutora-Assistente.

    Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas, companheiras, Doutoras na Arte de Fazer a Vida Melhor!

    UP - postada em 10/05/2009 às 11:54

    02 julho 2010

    As mulheres são Fantásticas!!



    A Mãe e o Pai estavam assistindo televisão, quando a Mãe disse:

    - Estou cansada e já é tarde, vou me deitar!

    Foi à cozinha fazer os sanduíches para o lanche do dia seguinte na escola, passou água nas taças das pipocas, tirou a carne do congelador para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas dos cereais estavam vazias, encheu o açucareiro, pôs tijelas e talheres na mesa e preparou a cafeteira do café para estar pronta para ligar no dia seguinte.

    Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, passou uma camisa a ferro, pregou um botão que estava a cair. Guardou umas peças de jogo que ficaram em cima da mesa.

    Regou as plantas, despejou o lixo, e pendurou uma toalha para secar. Bocejou, espreguiçou-se, e foi para o quarto.

    Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para o Professor do filho, pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo, e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira.

    Assinou um cartão de aniversário para uma amiga, selou o envelope, e fez uma pequena lista para o supermercado. Colocou-os ambos perto da carteira.

    Nessa altura, o Pai disse lá da sala:

    "Pensei que você tinha ido se deitar?!"

    "Estou a caminho" respondeu ela.

    Pôs água na tijela do cão e chamou o gato para dentro de casa.

    Certificou-se de que as portas estavam fechadas.

    Espreitou para o quarto de cada um dos filhos, apagou a luz do corredor, pendurou uma camisa, atirou umas meias para o cesto de roupa suja e conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava a estudar no quarto.

    Já no quarto, acertou o despertador, preparou a roupa para o dia seguinte e arrumou os sapatos. Depois lavou o rosto, pôs creme, escovou os dentes e acertou uma unha quebrada.

    A essa altura, o pai desligou a televisão e disse:

    "Vou me deitar". E foi. Sem mais nada.

    Notaram aqui alguma coisa de extraordinário? Ainda perguntam por que é que as mulheres vivem mais... e são tão MARAVILHOSAS?

    PORQUE SÃO MAIS FORTES...FEITAS PARA RESISTIR...

    Conte esta história às mulheres fantásticas que conhece. Elas vão adorar!

    E para aos homens também: pode ser que eles percebam alguma coisa...

    “Existem muitos motivos para não se amar uma pessoa, mas apenas um para amá-la”. 
    (Carlos Drummond de Andrade)

    Ser mulherzinha é Tudo de Bom!!

    UP - Postada no dia 18/11/08 às 20:45
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...