28 setembro 2010

Comer e Beber Conscientemente


Comemos muito inconscientemente, automaticamente, como um robô. Se o sabor não for vivido, você estará apenas empanturrando-se. Vá devagar e esteja cônscio do sabor.

Não vá apenas engolindo as coisas. Deguste vagarosamente e torne-se o sabor. Quando você sentir a doçura, torne-se a doçura. E então, isso pode ser sentido por todo o corpo - não somente pela boca, não somente pela língua, isso pode ser sentido por todo o corpo espalhando-se em ondulações.

O que quer que você esteja comendo, sinta o sabor e torne-se esse sabor. Sem nenhum sabor, seus sentidos serão amortecidos. Eles ficarão cada vez mais menos sensíveis. 

E com menos sensibilidade, você não será capaz de sentir seu corpo, você não será capaz de sentir seus sentimentos. Dessa forma você apenas permanecerá centrado em sua cabeça.

Quando estiver bebendo água, sinta a frescura. Feche seus olhos, beba-a bem devagar, saboreie-a. Sinta a frescura e sinta que você se tornou a frescura, porque a frescura está sendo transferida da água para você, ela está se tornando uma parte de seu corpo. Sua boca está tocando, sua língua está tocando e a frescura é transferida. 

Permita que isso aconteça para todo o seu corpo. Permita suas ondulações se espalharem e você irá sentir uma frescura por todo seu corpo. Dessa maneira sua sensibilidade pode crescer e você pode tornar-se mais vivo e mais preenchido.

Osho, em "The Book of Secrets"
Imagem por targophoto.com

27 setembro 2010

Tofupiry

Eu fiz essa receita e tanto a textura quanto o gosto ficaram ótimos, aprovada!

Ingredientes
250 gramas de tofu (costuma ser metade de um tofu)
100 ml de azeite de oliva
1 ou 2 colheres de chá de levedo de cerveja em flocos
sal a gosto
Bata o tofu no liquidificador com todos os ingredientes até formar um creme bem homogêneo. 
Guarde em geladeira.

25 setembro 2010

Cristina Yang é Hardcore



Ontem assisti o primeiro episódio da 7ª temporada de Grey's Anatomy, e Cristina Yang (Sandra Oh), continua roubando todas as cenas em que aparece. O talento dessa atriz é inexplicável, sua personagem Cristina é "hardcore e fodona" como todos no hospital Seattle Grace gostam de chamá-la.

Um início de temporada inesperada, o casamento de Cristina e Owen (Kevin McKidd) foi surpreendente, só acreditei que ela se casou, quando ouvi o "eu aceito". Mas gostei muito, adoro o casal Cristina e Owen, acho ele perfeito para ela, nem um pouco "comum", afinal, Cristina não tem nada de comum, ela é única.


Adorei as cenas Derek (Patrick Dempsey), ele renunciando ao cargo de chefe e dirigindo seu Porsche Cayenne, primeiro porque ele foi super fofo e sincero e segundo porque acho esse carro maravilhoso.

Richard (James Pickens Jr.) dançando na sua sala, ao reaver seu cargo de chefe foi muito engraçado, ele deu a volta por cima, recuperou-se e voltou para seu lugar super merecidamente.

No mais, o episódio foi ótimo, deixando sempre o gostinho de quero mais. Agora só semana que vem. 

23 setembro 2010

Paz


A Ellen do blog Desobediência Vegana me mandou esses folhetos de reflexão e meditação sobre a Paz. Visitem http://www.anjodeluz.com.br/ e http://www.curaplanetaria.com/, e conheçam melhor esse belo trabalho em busca da paz interior e para todos.

Parenthood e Life Unexpected

Ontem assisti os primeiros episódios da 2ª temporada de Parenthood e Life Unexpected, e como era de se esperar, como todo início de temporada, começaram meio devagar, mas deixaram em aberto que muita coisa vai acontecer, dali em diante. Tudo indica que ficarei muito feliz com o decorrer dos próximos episódios, muita novidades, emoções e surpresas, assim espero.


Em Parenthood, Sarah (Lauren Graham), linda como sempre, promete dar uma guinada em sua vida profissional e amorosa, que é um desastre, desde que nasceu, como ela mesma sempre diz. Nessa temporada entra Willian Baldwin no papel do chefe do Adam (Peter Krause).


Life Unexpected é aquilo, as protagonistas são tão fofas que parecem de mentira. Cheias de carisma, problemas e com muita delicadeza, vão continuar vivendo a vida, sem saber o que lhes espera.

Amanhã tem episódio novo de Grey's Anatomy e Private Practice, estou ansiosa esperando por ambos. One Tree Hill já baixei, mas ainda não tive vontade de assistir, a 7ª temporada já foi muito fraca, sem os protagonistas Chad e Hilarie (Lucas e Peyton) o seriado perdeu a graça, nem sei porque continuo assistindo.

10 setembro 2010

Berinjela e Couve-Flor


Fiz duas receitas nos últimos dias que merecem um espaço aqui no blog, a inspiração veio do blog Projeto Vegan, mas coloquei meu toque especial nos pratos, afinal, adoro cozinhar e não gosto de seguir receita pronta, improviso com o que tenho em casa e o resultado acaba sempre dando certo, ainda bem.

Semana passada fiz Berinjela a Parmegiana, uma coisa que finalmente aprendi a fazer, sempre lia a respeito mas nunca seguia esse passo, mas percebi que faz toda a diferença, é cortar as berinjelas em fatias, salpicar com sal e deixar escorrendo por meia hora para ela murchar, então seca com papel toalha e grelha ela na frigideira sem óleo. 

Ontem para o jantar, fiz Couve-Flor assada com cenouras e batatas ao molho branco, detalhe, a couve-flor inteira, ela no forno já fiz várias vezes, mas nunca inteira, o resultado ficou lindo como podem conferir na foto.

Receita Berinjela a Parmegiana  e o meu toque especial:
Para mim quando fala-se em parmegiana, logo lembro de um molho de tomate bem cremoso e queijo, no meu caso, tofu, claro. Então fiz um molho de tomate(caseiro de preferência) e espremi o tofu, temperei com ervas e intercalei as camadas - berinjela, molho, tofu e assim por diante, levei ao forno para gratinar, ficou deliciosa, mas esqueci de fotografar o prato.

Receita Couve-Flor com Cenouras e Batatas e o meu toque especial:
Eu gosto de tudo com muito molho, não sou fã de pratos muito secos, sabia que se colocasse só o creme se soja, não ficaria do jeito que eu gosto, então fiz um molho branco e joguei por cima da couve-flor. 
Molho Branco:
  • 500 ml de água 
  • 4 colheres de sopa de extrato de soja 
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de creme vegetal/margarina
  • 1 caixinha de creme de soja
  • sal a gosto ou caldo de legumes em pó e noz moscada
  • salsinha e cebolinha
Mistura a água com o extrato em uma jarra, na panela mistura a farinha com o creme vegetal, aqueça no fogo baixo, e aos poucos vai adicionando a mistura liquida, mexendo sempre com um fue. Cozinha até engrossar, coloca o tempero e por último a cebolinha, salsinha e o creme de soja.
(pode substituir a água com extrato de soja, pelo leite de soja Pura Soja da Yoki, que é próprio para uso culinário, qualquer outro não recomendo)

-  cozinhar a couve-flor inteira na água com sal.

06 setembro 2010

Damasco

De umas semanas para cá, aprendi a gostar de damascos, e como é bom. A fruta seca é deliciosa, mas não para por aí, qualquer coisa que vai damascos fica bom, bolo, pavê, geléia, estou viciada nessa frutinha de cor tão  bonita.

Saiba mais:
O damasco é oriundo (provavelmente) do nordeste da China e Rússia, sua familia são as rosáceas (maçã, pera e pêssego).
O damasqueiro pode atingir 9 metro de altura e suas folhas são largas e arredondadas. Essa fruta é utilizada de diversas formas como em licores, geleias, pavês, sorvetes e sucos. Sua semente serve para produzir um óleo cheio de ácido oléico e linoleico e vitaminas A e C.
extrato da semente de damasco pode ser um tratamento (futuro) para ajudar a eliminar o câncer, isto porque, quando o extrato entra em contato com a enzima betaglucuronidase (encontrada nas células tumorais) acaba matando as células do tumor.
O damasco, também é rico em caroteno, que previne vários tipos de câncer. Na hora de escolher, qual é mais saudável seco ou fresco, a melhor opção é o seco, pois contém nutrientes de maneira concentrada, no entanto é mais calórico.
Outro beneficio do damasco é que esta fruta é fonte de vitamina A sendo ideal para a saúde dos olhos. Contém também vitaminas B1, B2, B3, B5, C, potássio, sódio, magnésio, fibras e muito mais. (fonte)

05 setembro 2010

Discurso Formatura - Rory Gilmore



Diretor Charleston, professores, colegas, familiares e amigos... bem-vindos.
Achamos que este dia nunca chegaria. Rezamos para que passasse logo, marcamos os dias no calendário, contamos horas, minutos e segundos, e agora, sinto que tenha chegado, porque significa deixar amigos que me inspiraram e professores que foram meus mentores, pessoas que moldaram minha vida e dos meus colegas de forma decisiva e para sempre.
Eu vivo em dois mundos. Um é um mundo de livros. Fui residente do condado de Faulkner's, cacei a baleia branca, a bordo do Pequod, lutei ao lado de Napoleão, naveguei em uma jangada com Huck e Jim, cometi absurdos com Ignatius J. Reilly, peguei um trem triste com a Anna Karenina e passeei por Swann's Way. É um mundo recompensador, mas o meu segundo é muito superior. 
O segundo mundo têm personagens menos incomuns, mas sobretudo reais, feitos de carne e osso, cheios de amor, que são minha principal inspiração para tudo. Richard e Emily Gilmore são amáveis, decentes, infalivelmente generosos. São meus alicerces, sem os quais eu não poderia me firmar. Tenho orgulho de ser sua neta. 
Mas minha maior inspiração vem da minha melhor amiga, a deslumbrante mulher, de quem recebi o nome e a vida... Lorelai Gilmore. Minha mãe nunca me deu qualquer ideia de que eu não poderia fazer ou ser o que quisesse. Ela encheu nossa casa com amor, diversão, livros e música, incansável em seus esforços para me dar exemplos de conduta que vão de Jane Austen, Eudora Welty a Patti Smith, formando a minha personalidade. Ao me guiar nesses incríveis 18 anos, eu não sei se ela chegou a perceber que a pessoa que eu mais queria ser era ela. Obrigado Mãe, você é meu exemplo para tudo.


E eu sempre choro com o discurso da Rory, fazia muito tempo que queria tranferí-lo para o blog.

03 setembro 2010

Metade


Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço
Que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que eu penso mas a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
Que eu me lembro ter dado na infância
Por que metade de mim é a lembrança do que fui
A outra metade eu não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
Pra me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço.
Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.
Adoro Oswaldo Montenegro!

Lei proíbe venda de animais em feiras de Curitiba


Desde o dia 8 de julho as feiras de exposições de artesanatos, roupas, imóveis, automóveis ou qualquer outra que não seja exclusivamente de animais – domésticos ou exóticos – estão proibidas de comercializá-los ou doá-los. A lei foi aprovada pela Câmara Municipal de Curitiba e a ideia é proteger os bichos de maus tratos e condições precárias de exposição.
“Percebemos que o sorteio de animais, que vão desde peixes até cachorros, era comum em quase todas as feiras de Curitiba. Muitos ficavam sem água e sem alimentação. Isso precisava acabar”, diz o vereador João Cláudio Derosso (PSDB), autor do projeto de lei.
Para a presidente da Sociedade Protetora dos Animais, Soraya Simon, a lei beneficia o comércio legal de animais e reduz o número de animais nas ruas. “Muita gente que ganha esses animais em feira acaba abandonando-os. Ter um animal requer planejamento, pois ele precisa de cuidados. Não pode ser vendido ou sorteado da forma como vinha sendo feito.”
Segundo Derosso o próximo passo é exigir a presença de pelo menos um médico veterinário responsável em todos os locais que comercializem animais, tanto pet shops como aviários. “É um desejo do Conselho Regional de Medi cina Veterinária, também para evitar que eles fiquem em condições ruins e não tenham os cuidados necessários.”
Para quem não cumprir a lei, o a multa é de R$ 500 por animal exposto. A fiscalização é feita pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

01 setembro 2010

Por Bella Swan

... foi uma escolha entre quem devo ser e quem eu sou. Sempre me senti deslocada, literalmente, tropeçando ao longo da minha vida. Nunca me senti normal, porque não sou normal. E nem quero ser. Precisei encarar a morte, perdas e dor no seu mundo, mas nunca me senti tão forte, tão real, como eu mesma... Porque esse é o meu mundo também. É o lugar ao qual pertenço.

Por Bella -  cena final Eclipse 

Me identifico muito com essa personagem.

TÚNEL DO TEMPO




O amor pelas criaturas, pelos animais, pelas plantas e tudo o que é ser vivo, este amor bonito nasce no coração do homem. Amor fraternal, pois somos todos irmãos, e amor indivisível, já que, na essência, somos uma unidade só. Infelizmente, este amor inato acaba se perdendo ou ficando esquecido quando o que a gente pensa, fala e faz, nos distancia dos sentimentos puros e das boas ações, do que trazemos de melhor dentro de nós. Mas o amor esta lá. Basta provocá-lo um pouquinho para perceber que sim.


(texto - rogerio rothje - www.cronicato.com.br)


Essa imagem aí é do clipe do Frejat "Tunel do Tempo".
Assista, ouça e veja que legal:
http://www.youtube.com/watch?v=QOnoTUP9EpA

Hoje eu queria abraçar meu pai

Hoje eu queria abraçar meu pai como sempre fazia. Levantar, sem me importar de ser domingo, às seis da manhã pra ir à Missa com ele só porque era Dia dos Pais e eu pediria a Deus que o protegesse.

Hoje eu queria abraçar meu pai e vê-lo enchendo a cara de espuma para parecer o Papai Noel e me fazer rir. Queria sentir o cheirinho do Leite de Rosas que ele colocava quando acabava de se barbear. Queria espremer seus cravinhos e cortar suas unhas com a devoção que eu sempre fazia. Respeitaria sua única vaidade sem julgá-lo ou condená-lo só pra ele sentir-se seguro e ainda assim daria pitacos nas suas roupas antes de sairmos.

Hoje eu queria abraçar meu pai na cozinha enquanto ele fazia o café mais gostoso e cheiroso do mundo. Queria discutir as notícias da manhã do radinho de pilha, mesmo que o rádio estivesse fora de sintonia. Queria sentar à mesa com ele para vê-lo tomar seu café da manhã com a calma de um monge, e roubar uma colherada do seu prato de mingau.

Hoje eu queria abraçar meu pai e varrer as folhas do quintal de casa com ele. Queria passear na feira, mesmo sabendo que ele me traria os morangos que eu gosto. Não brigaria com ele por causa do colesterol a cada vez que resolvesse preparar uma rabada ou uma feijoada.

Hoje eu queria abraçar meu pai na hora que o Vasco fizesse um gol, mesmo sabendo que ele não conseguiria nem gritar de tanta emoção. Não implicaria com uma televisão e dois rádios ligados ao mesmo tempo, tampouco com a quantidade de reprises, videotapes e debates sobre o mesmo gol. Levaria sua cervejinha para que ele não perdesse nenhum lance, e me assustaria sempre que o visse chutando o ar como se estivesse em campo.

Hoje eu queria abraçar meu pai enquanto ele cantasse "Naquela mesa" imitando o Nelson Gonçalves ou quando ele inventasse as letras de músicas que ele não sabia. Ajudaria a fazer suas palavras cruzadas e a recortar sua tirinha de quadrinhos favorita. Fingiria que não via ele roubando no jogo de buraco como se fosse uma criança levada.

Hoje eu queria abraçar meu pai enquanto ele contasse suas piadas repetidas e as histórias que inventava só pra me fazer rir. Queria que ele lesse todas as coisas que escrevo e gostasse de todas elas, e que ficasse orgulhoso de mim pelas coisas que faço.

Hoje eu queria abraçar meu pai e agradecê-lo por ter sido meu companheiro durante o tempo que estivemos juntos, dizer a ele o quanto sinto sua falta e sua presença ao mesmo tempo. Dizer o quanto ele me ensinou a servir sorrindo e a compartilhar sem cobranças. Hoje eu queria falar tanta coisa, mas ficaria feliz em apenas abraçar meu pai.



Claro que meu pai não fazia exatamente essas coisas, mas achei o texto tão lindo, escrito com tanto amor, que resolvi trazê-lo para o blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...