04 outubro 2010

Comer Rezar Amar - Julia Roberts

Eu andava com muitas saudades de ver a Julia Roberts como protagonista de um filme, ela finalmente voltou e com tudo em "Comer Rezar Amar". Ontem fui ao cinema assistir com meu marido, após um delicioso almoço no shopping.


A história autobiográfica fala sobre Liz que, apesar do sucesso profissional e pessoal, sente-se vazia. Para se preencher, a escritora decide reencontrar os seus prazeres perdidos, como o gosto pela boa comida. Ou o conforto de uma religião, principalmente uma exótica para os ocidentais. Por isso, ela escolhe visitar a Itália e Índia, respectivamente. A Indonésia é escolhida para que Liz possa se reencontrar com um guru, que tinha previsto que ela voltaria. Mas lá ela encontra o terceiro caminho desse tripé, ao conhecer Felipe (Javier Bardem), um brasileiro tão solitário quanto ela, que deixou a desejar no sotaque. Mas é na Itália que ela começa a aprender a relaxar e a alegria de não fazer nada – o famoso dolce far niente. Em busca da sua religiosidade, ela descobre o que poucos sabem, que Deus está dentro dela, como ela.


O filme não foi exatamente o que eu esperava, não conhecia o livro, não sabia sobre o que tratava-se a história, apenas pelo que vi nos trailers, achei que seria um romance meio dramático, mas o filme é um drama, um bom drama, diga-se de passagem. Ele mostra que esse comportamento, essa busca por algo exterior – trabalho, casamento, filhos, corpo perfeito, etc. – é inócua. “Comer, rezar, amar” é um filme amplo e leve.


"Quando olhei pra dentro de mim, vi Deus, mas Deus era Eu! 
Eu não quero que tudo seja fácil, só não quero que seja tudo tão difícil. 
A ruína é um presente, é a estrada para a salvação.
Você sente meu amor, meu apoio - não, eu não tenho pulsação. 
Não olhe o mundo através da sua inteligência, olhe através do seu coração, 
dessa maneira você conhecerá Deus."

"Estou cansada de dizer não, e, de manhã relembrar tudo que comi no dia anterior... pra me odiar no chuveiro. Eu vou comer, não quero ser obesa. Só me livrei da culpa." 

Então bora comprar um jeans maior e ser feliz!
Go mulherzinha sem frescura, sem neuras e sem nóias.

5 comentários :

  1. Poxa, colocar Javier Bardem em um papel de brasileiro? Mas, ele é espanhol, meu Deus! Ai, esses americanos não se emendam, a maioria da população já acha que a gente fala espanhol e mora na selva e pra eles tanto faz um espanhol num papel de brasileiro! No filme ele não dá uma macaco de presente a protagonista?
    Fora esses fora, o filme parece bom.
    Desculpe o exagero amiga.

    ResponderExcluir
  2. este filme deve ser lindo
    tenha uma ótima semana
    bj flor

    ResponderExcluir
  3. O livro é maravilhoso! Espero que o filme seja tão bom quanto. Com Julia Roberts e Javier Bardem acho que tem tudo para dar certo. Julia é maravilhosa e Javier.... Ah... Como esse homem é irresistivel! Rss... Sou apaixonada por ele desde a primeira vez que o assisti contracenando com Katherine Heigl que interpretava Izzie ex Dra do Greys Anatomy. Estou louca para assistir!

    Bjos amiga!

    ResponderExcluir
  4. Então Suzana... realmente o sotaque dele deixou a desejar, até li a respeito por aí. Mas ele está ótimo e lindo como sempre. Gostei da visão que passaram dos brasileiros dessa vez, de um povo carinhoso, principalmente com os filhos, foi mto legal.

    Lú... o filme é lindo sim, bem... Julia é linda.

    Flaviiii... que bom que apareceu, saudades dos seus coments. Vc leu o livro né... agora lembrei. Verdade... Izzie fez par romântico com ele, ele mto lindo e fofo no seriado.

    abraço meninas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...