01 novembro 2010

Lembre-se de nunca fazer concessões

Lembre-se de nunca fazer concessões. Fazer concessões é absolutamente contra toda a minha visão.

Veja as pessoas. Elas são infelizes porque têm feito concessões em tudo, e elas não podem perdoar a si mesmas porque fizeram concessões. Elas sabem que poderiam ter ousado, mas elas provaram ser covardes. Sob seus próprios olhos elas caíram, perderam a auto-estima; isso é o que as concessões fazem.

Por que alguém deveria fazer concessões? O que temos a perder? Nesta pequena vida, viva tão totalmente quanto possível.

Não tenha medo de ir ao extremo, você não pode ir mais do que o total, que é a última linha, e não faça concessões. Sua mente pende totalmente para as concessões porque é assim que fomos educados, condicionados.

Concessão é uma das palavras mais feias da nossa linguagem. Ela significa: eu dou metade, você dá metade; eu entro com a metade, você entra com a metade. 

Mas por quê? Quando você pode ter o todo, quando você pode comer o bolo e também tê-lo, então por que fazer concessões?

Basta um pouco de coragem, apenas um pouco de ousadia - e só no início. Depois de ter experimentado a beleza da não-concessão e da dignidade que ela traz, e a alegria, e a integridade e a individualidade, pela primeira vez você sente que tem raízes, que tem um centro, que vive por si próprio, que você não vive como um homem de negócios - viver a vida como um homem de negócios é prostituição.

Viva como um guerreiro.

Desta ou daquela maneira, mas nunca faça concessões. É melhor ser derrotado, mas totalmente, que ser vitorioso por meio de uma concessão; essa vitória não lhe trará nada a não ser humilhação, e a derrota sem concessões ainda assim vai dar-lhe dignidade.

Osho - via Palavras de Osho

4 comentários :

  1. Nossa, acho que na teoria funciona mas na prática... Eu acho que ninguém deve viver de concessões, mas também não precisa e nem tem como não fazer concessões uma vez ou outra na vida, aliás, não fazer concessões no decorrer de uma vida inteira denota egoísmo. Para estar felíz na maior parte do tempo não precisa nescessáriamente ser tão radical. Bom, esse é meu ponto de vista, resumindo existe meio termo para tudo, nem 8 ou 80, ou a coisa desanda mesmo rss...

    Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  2. Ah... funciona sim, eu acho.
    Esse texto vai muito além do pensar só no dia-a-dia, ou no relacionamento. É sobre a vida, sobre se diminuir e se contentar com pouco.
    Eu já não gosto de meio-termos, sou do 80 mesmo, 8 é se diminuir. rsrs

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  3. É talvez eu tenha interpretado de forma errada o texto... Mas ainda acho que a vida é o cada dia mesmo, não tem como chegar ao topo sem viver um dia por vez...

    ResponderExcluir
  4. Humm... achei um post antiguinho e uma frase tmb:

    "Sou tudo ou nada, detesto meio termo! Sou tudo que desejei e tenho quase tudo que sonhei." (Helenice C Botogoske)

    http://mulherzinhasemfrescura.blogspot.com/2010/02/nao-sou-metade-sou-inteira.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...