20 novembro 2011

E a sacola da criança?


Hoje o almoço que era para ser perfeito, restaurante que eu adoro e comida muito boa, teve o ambiente estragado por uma família que carregava uma música de fundo insuportável, uma menininha berrando e chorando o tempo todo.
Enquanto a menina de aproximadamente 1 ano, não ficava quieta e chorara, como chorava, sem sair uma lágrima, pura birra, ‎o pai bundão não abria a boca e a mãe ficava "para filhinha" "que foi filhinha" e eu morrendo de vontade de levantar da minha mesa, ir a até o balcão, pegar um pirulito que tinha de cortesia, voltar até a mesa dessa família chata e enfiar o dito pirulito na boca da criança.
Todo mundo no restaurante estava incomodado, realmente estava insuportável, e os pais nem para se levantarem e levarem a menina para fora ou dar um jeito dela ficar quieta, tremenda falta de respeito com todos que estavam ali querendo almoçar em paz.
Enquanto meus filhos eram bebês e até a segunda infância, eu nunca saí de casa sem uma sacola com itens necessários, de acordo com que a idade pedia, fralda, mamadeira, suco, brinquedinho, bolacha, roupa extra, depois papel e caneta, entre outros atrativos, conforme foram crescendo. Fico horrorizada quando vou para rua, shopping e vejo mães com bebês no colo e sem uma sacola, o bebê babando, e sem uma fraldinha de boca. Ui, que desespero.
Não lembro dos meus filhos fazendo esse tipo de escândalo em locais públicos, e se tentaram, não tiveram sucesso, afinal, educação começa no berço. Infelizmente nem todas crianças tem pais educadores, preparados para esse tipo de situação, e por isso mesmo se aproveitam, e nesse caso, tudo poderia ser remediado e evitado quando a sacola da criança vai junto, afinal, eles também ficam entediados, assim como nós, quando estamos em locais que não gostamos.
Por isso eu pergunto para aqueles pais do restaurante, e a sacola da criança, aonde estava? Eu não vi, em momento algum apareceu uma chupeta ou mamadeira para acalmá-la, ela só ia piorando a cada instante, fui ao lavabo, e encontrei a mãe com a menininha lá, tentando lavar as mãozinhas dela sem sucesso, cada vez que aproximava a menina da água, a chatinha berrava, aquele choro forçado de birra, ai que agonia, criança não é brinquedo, não aprende as coisas sozinhas, precisa ser orientada, educada e estimulada, caramba!

Fomos embora ao mesmo tempo, e assim que o pai saiu para fora com ela no colo, a menininha abriu um sorriso e ficou toda alegrinha, conversando e gesticulando, enquanto isso, a cena do pirulito não saiu da minha cabeça. (rsrs)


05 novembro 2011

Ser Mulherzinha...


Eu sou feita de carne, osso, curvas, sangue, desejos e vontades, sonhos, amores... de fases e ciclos. Sou o movimento de ser... ser simplesmente eu. 

Sou feita de agua, de ar, fogo e terra, sou a noite e também o dia, amo profundamente mas não provoque o meu o outro lado, que ele existe e é tão poderoso quanto meu amor.

Tenho mil nomes, muitas faces e infinitas possibilidades, quando me vejo em cada mulher, em cada fêmea, em cada quadril, a cada ventre que cria e re-cria sua história todo mês, em rubro e rosa.

Movimento da vida, movimento da morte, o ciclo do renascimento. Giros e rodopios, ondulações, movimentos que trazem o equilibrio traduzindo o Amor em nossos corpos... Verto-me em prazer. Êxtase...

Bolinhas de sabão, brincar na lama, guerra de mamona, ficar apenas largatixando no sol, ser bicho, uivar para a Lua, apurar nosso faro, correr pelos campos, pular nos galhos, gargalhar...

Aspirar a plenitude. Sou criança, sou jovem, sou velha, mãe, guerreira, filha, cozinheira, neta, dançarina. 
Sou a espada e a flor. A borboleta das metamorfoses, do ballet das mudanças... Sou Completa, inteira...

Danço para criar... crio o meu mundo, curo minhas dores, meus sonhos, meus amores. Nesta dança sou aprendiz e sou a mestra...

Sou Mulher, 
Sou a Loba, 
Sou a Bruxa, 
Sou a Fada, 
Sou tudo tudo, e também posso ser nada...
Me desfaço no som, e me recrio a cada passo, 
Sou Inteira, 
Sou Rubra, 
Sou Rosa, 
Sou a Deusa, 
Sou eu mesma, do meu jeito, dos meus feitos, dentro e fora do meu peito. 
Sou Sagrada. 
Sou Mulher.

(Ser Mulher - por Jad le Morgain)

04 novembro 2011

O incerto


Nem lá, nem cá... 
estou assim ultimamente, 
sem rumo, 
e aprendendo apreciar o incerto.

(by me)

17 outubro 2011

Beleza


Nossa sociedade nos ensina alguns valores que aplicamos em nosso dia-a-dia de forma equivocada. Só é belo o que se vê e se percebe como tal. O padrão de beleza está sempre vinculado à maneira de se vestir, de aparentar, de ostentar e, invariavelmente, de se mostrar.
Pouco ou quase nada se argumenta sobre a beleza do ‘sentir’. Aquela que vive em nosso interior. Aquela que ‘toma conta’ de nossas decisões corretas. O ponto cinza que todos temos, muitas vezes adormecido, e que precisa ser enaltecido e bem explorado.
Claro, o primeiro conceito, a beleza externa, é mais fácil de ser avaliado, afinal, é aparente e qualquer um de nós a percebe. Não precisamos de conteúdo, de bons valores éticos e morais para fazermos e produzirmos esta avaliação. Tampouco é necessário equilíbrio emocional e muito menos sabedoria.
Estou vendo, é bonito e assim é belo. Todos percebem. Não há questionamento.
No segundo conceito, para perceber a beleza na profundidade de um ser, é preciso que se preste mais atenção. Temos que efetivamente ‘sentir’.
O que se toca, se vê e se escuta, tem um sentido material, mas o que se sente tem o sentido da alma. É com a essência do nosso ser que construímos nossa avenida de futuro, de nossa evolução.

Descobrir a beleza que agrega, a que cada um tem dentro de si, é o mesmo que buscar uma agulha em um palheiro. Precisa ter habilidade, paciência, perseverança e determinação bem aguçadas e super desenvolvidas. Esta é a beleza do sentido, a soma de tudo isso.
A razão desta diferença é a total ausência de valor para com esta beleza por parte da sociedade em que vivemos.
Poderíamos até criar outro paralelo, para melhor definirmos a beleza interior, entre uma pessoa ambiciosa e uma outra cobiçosa.
Cobiçar é sempre buscar se aproveitar ou tirar dos outros. O ambicioso, ao contrário, quer ficar cada dia melhor.
Ambos são facilmente confundidos quando nossos valores estão equivocados e buscamos crescer a qualquer preço e a qualquer custo.
Estes crescimentos cobiçosos, tal como a beleza efêmera, de nada servem porque carecem de base sólida. Nada que se construa com sofrimento de outros será desfrutado. Até, e principalmente uma idéia, precisa ser respeitada. Não posso me apossar da criatividade de outra pessoa porque esta atitude cria débito Cósmico, ou karma, não importa como queiramos definir.

O que não é nosso pertence ao outro.
Parece uma frase fraca, ridícula, mas na Lei de Causa e Efeito ela é forte e soberana.
Não é meu, portanto, não tenho o direito de usar. Não importa o fim e o propósito. Assim preciso valorizar muito mais a beleza que vem de dentro.
Uma idéia vem de dentro…
O que não conseguimos admirar… Não possui valor aos nossos sentimentos. A beleza sem conteúdo logo cansa. A pessoa tende a ser fútil e rapidamente tudo se torna uma gangorra… Quando um senta a gente levanta. Imagine então quando pessoas se casam só por ostentação e beleza efêmera… Casamento temporário…
Isso posto, precisamos aprender a sentir e valorizar a verdadeira beleza. Olhar o que é belo fica fácil. Sentir a beleza de um ser equilibrado faz toda a diferença em nosso caminho evolutivo. A beleza que brota do interior jamais cansa. Na realidade, ela cativa.
É bom evitar, também, confundir nossa ambição de sermos fortes, lúcidos e melhores, com a cobiça de crescermos a qualquer custo.
Beleza exterior e cobiça são parentes…
Beleza interior e ambição andam juntas.

Os 10 mandamentos do bom dono


Está pensando em adotar um bichinho de estimação? Antes, confira os dez mandamentos do dono bom.


Animais de estimação nos dão amor incondicional, melhoram nosso estado de espírito e até nossa saúde. Por que não adotar um novo amiguinho, não é mesmo? Antes, confira os mandamentos do dono bom:

1. Antes de adquirir um bicho, considere seu tempo médio de vida. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará do animalnas férias e feriados.

2. Prefira animais de abrigos públicos e privados (vacinados e castrados), em vez de comprar por impulso.

3. Informe-se sobre as características e necessidades da espécie escolhida - tamanho, peculiaridades, espaço físico necessário.

4. Não deixe seu animal sair à rua sozinho e, quando passear com ele, use coleira. Isso evita problemas para ele, para você e para os outros. Em casa, no entanto, não mantenha o bicho acorrentado.

5. Cuide da saúde do animal. Providencie local e alimentação adequados (não dê sobras de comida, que em geral não atendem às necessidades nutricionais do bicho). Não deixe água estagnada no pote, vacine, dê banho, escove e exercite-o. Quando estiver doente, leve ao veterinário.

6. Zele também por sua saúde psicológica. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele. Não o castigue nem maltrate.

7. Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características.

8. Ao sair na rua com seu cachorro, recolha a sujeira que ele fizer. Essa é uma regra básica de civilidade e higiene.

9. Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses de sua cidade.

10. Evite crias indesejadas. Castre machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações.

Fonte: Arca Brasil, Associação Humanitária de Proteção e Bem-Estar Animal - M de Mulher

15 outubro 2011

Com certeza... A Vida da Gente


Quem está acompanhando a nova novela das 18 horas na Rede Globo, sabe muito bem do que estou falando, com certeza ela mostra em algum momento, a vida da gente. E como eu adoro um bom drama, ainda mais familiar, me encantei de cara com essa história tão simples e ao mesmo tempo tão emocionante.

Talentos reunidos arrancando fortes emoções do público, e da nova geração, um show à parte,  o quarteto feminino Fernanda Vasconcelos, Marjorie Estiano, Regiane Alves e Stephany Brito.


Só não estava entendendo porque Fernanda Vasconcelos estava fazendo papel de adolescente (Ana banana como passei a chamá-la), tudo bem ela é linda, mas já passou dessa fase faz tempo, não estava combinando muito, mas então descobri que vai haver uma passagem de tempo na história e então irá ficar tudo bem, cada um de acordo com sua própria idade. 

E agora é aguardar os próximos capítulos, afinal, A Vida da Gente é assim mesmo, um dia de cada vez. 

29 setembro 2011

Indispensável na farmacinha das mullherzinhas





 Preciso falar mais alguma coisa, tem remédio melhor para TPM do que chocolate!

28 setembro 2011

Os malefícios das tinturas de cabelo na gravidez

Não é por bobagens que os médicos não recomendam o uso de tintura de cabelo durante a gravidez, e nas embalagens desses produtos sempre têm um aviso para as Mulheres Grávidas tomarem seus devidos cuidados, pelo menos na maioria das marcas, o assunto é importante e o resultado é grave.

A utilização de tintura de cabelo por mulheres grávidas pode trazer alguma consequência ao bebê? Em sua dissertação no Programa de Saúde Pública e Meio Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), o biólogo Arnaldo Couto analisou uma possível associação entre o uso de produtos de tintura e alisamento de cabelo durante a gravidez e o desenvolvimento de leucemia aguda em menores de 2 anos. A investigação encontrou evidências sugestivas de uma possível associação entre o uso de tintura/alisamento de cabelo no período inicial da gravidez e o desenvolvimento de leucemia aguda em lactente, com uma estimativa de risco duas a três vezes mais elevada em gestantes que se expuseram àqueles cosméticos durante o primeiro e segundo trimestres da gravidez.
Exposição parental à tinturas e produtos de alisamento de cabelo e leucemias agudas em lactentes foi o título da dissertação, premiada pela Sociedade Brasileira de Cosmetologia como o melhor estudo na área de Cosmetotoxicologia, durante o 17º Congresso Brasileiro de Toxicologia realizado em Ribeirão Preto. O estudo foi orientado pelo pesquisador da Ensp e coordenador da Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente (SPMA), Sergio Koifman, e pela pesquisadora do Instituto Nacional do Câncer (Inca) Maria do Socorro Pombo-de-Oliveira. Também contou também com a colaboração acadêmica de Jeniffer Dantas Ferreira e Ana Cristina Rosa, ambas alunas do doutorado em SPMA da Ensp.A dissertação é um estudo de caso-controle de base hospitalar, realizado em nível nacional, que recrutou os casos e controles de todas as regiões do Brasil, exceto a Região Norte. Os participantes foram constituídos por crianças menores de 2 anos, tendo os casos o diagnóstico de leucemia aguda estabelecido pelos métodos morfológico, imunofenotípico e moleculares; e os controles foram selecionados entre crianças hospitalizadas nas mesmas regiões de proveniência dos casos, tendo a mesma faixa etária e em tratamento para doenças não neoplásicas. Em relação às mães dos casos e controles, estas foram entrevistadas, obtendo-se informações padronizadas sobre o perfil socioeconômico da família, história ocupacional dos pais e hábitos de vida e de saúde da família, incluindo a exposição à tinturas/alisamentos de cabelo no período preconcepcional, na gestação e durante a lactação."A proposta de analisar a relação entre a tintura de cabelo e o possível desenvolvimento de câncer, incluindo leucemias, vem sendo estudada por diferentes pesquisadores com resultados contraditórios. De acordo com nosso conhecimento, este é o primeiro estudo a analisar esta exposição das leucemias em lactentes, principalmente quando ocorre durante a gestação. A associação entre os casos de câncer e o uso tintura de cabelo já vem sendo analisada desde o fim da década de 1970, mas as pesquisas eram desenvolvidas para as pessoas mais velhas, já que o hábito de pintar os cabelos era realizado por pessoas de uma determinada idade - na medida em que surgiam cabelos brancos. Hoje em dia, o uso da tintura de cabelo é algo comum, principalmente entre adolescentes".Agências reguladoras devem verificar composição química de produtosDe acordo com Arnaldo Couto, foram realizadas análises três meses antes da gravidez, durante a própria gestação, que foi dividida em três trimestres, e três meses após o parto. Além disso, os dois principais tipos de leucemias na infância são: a leucemia linfoide aguda (LLA) e a leucemia mieloide aguda (LMA), sendo a LLA a mais frequente (75% dos casos pediátricos). "Nossos dados encontraram um resultado interessante: observamos um aumento na estimativa de risco no primeiro trimestre da gestação em torno de 70%. Para LLA foi observado um aumento na estimativa de risco na ordem de 80% cujas mães mencionaram uso de tinturas e alisantes de cabelo no primeiro e segundo trimestre da gravidez. Em relação ao uso destes cosméticos durante a lactação, observou-se um excesso de risco na ocorrência de LMA de 2,59 vezes maior para mulheres que fizeram uso de produtos capilares".Ainda segundo Couto, que atualmente é aluno de doutorado do Programa de Saúde Publica e Meio Ambiente da Ensp, o estudo analisou as marcas comerciais de produtos para tintura de cabelo e realizou uma estimativa do risco a partir dos compostos químicos neles presentes. "Observamos uma diversidade de produtos, com cerca de 150 compostos diferentes nas tinturas. Destes, aproximadamente 32 apresentaram aumento na estimativa de risco." Por conta disso, o trabalho alerta para uma maior fiscalização dos órgãos de vigilância dos cosméticos."É importante ressaltar que trabalhamos com o possível risco de leucemia no lactente, ocorrida a partir da exposição da mãe durante a gravidez. Os órgãos de vigilância dos cosméticos devem trazer essas informações mais completas para as usuárias. O trabalho sugere ainda que haja um aumento na estimativa de risco e isso revela a importância das agências reguladoras verificarem a composição química dos produtos, já que algumas substâncias presentes já são definidas como cancerígenas. Esses fatos necessitam ser claramente explicados para a sociedade".

Publicado em 14/07/2011 - Agência Fiocruz de Notícias (via Bicho Mãe)

Leia também:


Vaidade demais não faz bem, isso é fato, e a responsabilidade de uma mulher ao decidir ser mãe, começa antes mesmo de engravidar, é importante deixar seu corpo o mais limpo possível para receber seu bebezinho, sem bebidas alcoólicas, cigarros, tinturas, remédios (só com recomendação médica), entre outros produtos de beleza que podem fazer muito mal a longo prazo. Sem esquecer que a  maioria desses cosméticos fazem testes em animais, um crime terrível contra esses bichinhos tão inocentes quanto um bebê, quer vocês mulheres enxerguem isso, ou não, é a pura realidade. 

Mulherzinhas Sem Frescura, por um mundo menos artificial.

15 setembro 2011

Guarda-Tréco de roupa nova


Sabe aquele guarda-roupa velho, mas que a gente não imagina a vida sem ele, porque serve para guardar todos os trécos que não cabem em outro lugar, pois bem, o meu ganhou roupa nova de papel contact. Gostei muito do resultado, mas confesso que deu mais trabalho do que eu imaginava, principalmente na hora de fazer o acabamento das laterais. Comprei 10 metros e ainda faltou, preciso de mais uns 5 metros para terminar a parte que ficou escondida (ainda bem que ninguém vê) e finalizar os cantinhos. Ah... escolhi um floral com cara de vintage, nas tonalidades rosa e marrom, claro!

Atualizando: já comprei e finalizei as laterais, foram mais 5 metros, o que significa que para um guarda-roupa de 3 portas (grande), são necessários 15 metros de papel contacte, para o acabamento ficar perfeito, e o que sobrar, sempre terá outra utilidade, use a criatividade, porque a imaginação não tem limite.

09 setembro 2011

Passado, Presente e Futuro


Eu não desejo que o passado volte, o que passou passou, ficam as lembranças, mas também não me contento só com o presente, é pouco, quero muito mais, eu quero um futuro bem longo, mas que chegue bem devagar, que passe em câmera lenta e que chegue cheio de novas recordações e que nelas estejam meu passado e meu presente, meus sonhos realizados e meus amores ao meu lado.

(by me)

07 setembro 2011

Essa sou eu - Capricórnio

A personalidade 
Capricórnio é um signo de terra, regido por Saturno, o Senhor do Tempo. O símbolo do cabrito maltês, aquele que sobe a montanha até o topo, que enfrenta qualquer obstáculo para alcançar o mais elevado objetivo mostra exatamente a personalidade desse nosso curioso amigo. Capricórnio, assim como o cabrito, escala a montanha do sucesso e da aquisição de poder pessoal. Todo capricórnio é trabalhador, constante(nem tanto), persistente, obstinado, ambicioso, astuto e dono de uma considerável força de vontade. Em geral são pessoas muito reservadas e quase nunca permitem que alguém entre em seu mundo particular, pois nunca revelam seus segredos a ninguém.

Capricórnios nascem já maduros e envelhecidos e rejuvenescem com o tempo. Reparem nisso, é uma característica intrigante dessa curiosa criatura. Nosso realista e desconfiado amigo aprende desde cedo que a vida não é fácil e que não podemos perder tempo com coisas como fé, religiosidade, psicologia, arte, nada que não seja palpável e seguro. A palavra que Capricórnio mais gosta é sobrevivência. Falar que capricórnio é trabalhador seria injustiça. Capricórnio é o melhor e o maior dos trabalhadores, pois para ele não existem tempestades. O que deve ser feito é feito e pronto, custe o que custar.

Outra característica marcante de Capricórnio é sua necessidade de metas. Você nunca se deparará com um capricorniano perdido, sem saber o que vai fazer de sua vida. O mais comum é que ele já saiba exatamente que caminho percorrerá desde muito cedo. Sua vida é detalhadamente planejada e não há nada e ninguém que o tire de seu caminho. Tenaz esse nosso leal e fiel amigo. Confiável também. Se ele lhe der sua palavra, pode dormir em paz. Tudo será cumprido, mesmo que ele chegue à beira da morte, o que é muito difícil. Sua força é inigualável, não encontramos em nenhum outro signo uma força como a de Capricórnio. Se ele quer o poder, e geralmente ele o quer, não tenha dúvida, é só uma questão de tempo. Aliás, você nunca encontrará um capricorniano ansioso com o tempo. Ele sabe que qualquer trabalho para ser bom, seguro e duradouro deve levar tempo para ser executado. Ele consegue fazer do tempo o seu aliado, não seu inimigo. Capricórnio muitas vezes se mostra frio e impiedoso, mas isso é apenas uma casquinha de gelo que usa para se proteger. Aprenda a derreter esse gelo e você poderá conhecer uma das criaturas mais ternas e leais do zodíaco. 

Como seduzir uma pessoa de Capricórnio 
Se você quiser conquistar alguém de Capricórnio, mostre-se sério, muito sério. E tenha bastante paciência, pois Capricórnio precisa do tempo para entender algumas nuances do relacionamento. Isso porque aprendeu a se proteger de uma sólida armadura em torno de si. Portanto, seja sempre sutil e discreto, nunca seja expansivo e informal, porque a formalidade é tudo para Capricórnio. Como não sente medo da solidão, ficar sem você não seria tão assustador, portanto, vá com calma. Capricórnio preza muito pelo social, portanto as regras do bom comportamento, da adequação e do requinte são fundamentais para essa conquista. 

Fonte: Esotérico

Essa sou eu!!

Batata Frita igual do "Luke's Diner"

Só quem já assistiu Gilmore Girls que irá entender essa vontade louca de comer batata frita igual do Restaurante do Luke. Toda vez que Lorelai e Rory apareciam comendo aquelas deliciosas, suculentas e grandes batatinhas fritas o primeiro pensamento que vinha na mente era: "Também quero comer no restaurante do Luke."



Não estou falando de batata palito, dessas comuns que compramos congeladas no mercado e acabamos colocando no forno, ou pedimos em qualquer lanchonete, e sim daquelas descascadas, cortadas em pedaços grandes e grossos, sem muita frescura e fritas no óleo, igualzinhas as que o Luke servia para as garotas Gilmores.

Hoje resolvi colocar a mão na batata e fazer as tais batatinhas fritas, não ficaram tão iguais assim, mas cheguei muito próximo a perfeição, isso eu garanto. Crocantes, suculentas e quentinhas, nhumi! Me senti em Star Hollows, dentro do Luke's Diner.

Obs.: Detesto fazer fritura, nem tanto por causa da saúde, mas  pela bagunça mesmo, mas dessa vez não resisti.


20 agosto 2011

Sem medo de cair



Vontade louca de girar, 
igual quando era criança... 
simplesmente não pensar em mais nada, 
se entregar ao momento, 
sem medo de cair no chão.





(by me)

10 agosto 2011

Família é coisa séria



Casamento não é conquista, filho não é troféu... família é coisa séria!!

09 agosto 2011

Eu mesma



‎"Eu me perdi há muito tempo
 e agora eu finalmente voltei a ser eu mesma." 

(Grey's Anatomy)

01 agosto 2011

Tum Tum Tum

Eu adoro essa música, letra e ritmo.
Toda trilha sonora de Cordel Encantado é ótima,
mas essa em especial, é simples e cativante.


No tempo que eu era só
E não tinha amor nenhum
Meu coração batia mansinho
Tum tum tum

No tempo que eu era só
E não tinha amor nenhum
Meu coração batia mansinho
Tum tum tum

Depois veio você
O meu amor número um
E o meu coração
Pois se a bater
Tum tum tum

No tempo que eu era só
E não tinha amor nenhum
Meu coração batia mansinho
Tum tum tum

No tempo que eu era só
E não tinha amor nenhum
Meu coração batia mansinho
Tum tum tum

Depois veio você
O meu amor número um
E o meu coração
Pois se a bater
Tum tum tum

(Karina Buhr)

30 julho 2011

Sim, eu compreendo.


E sofrerás muito quando resolveres dizer só aquilo que pensas e fazer só aquilo que gostas. Aí sim, todos te virarão as costas e te acharão mal por não quereres entrar na ciranda deles, compreendes?

Caio Fernando Abreu 

Mal feito feito!


Eu juro solenemente não fazer nada de bom!

Harry Potter na cabeça

28 julho 2011

Constante


A única constante na minha vida, são meus amores.

Quanto ao resto... 

me reservo o direito de mudar de ideia, 

a qualquer momento.


(by me)

24 julho 2011

A tristeza é uma canção



A tristeza tem uma canção... ela é um fenômeno extremamente profundo.

Aceite-a. Aproveite-a. Prove-a sem nenhuma rejeição e você verá que ela lhe traz muitas dádivas que nenhuma felicidade pode trazer.

A felicidade é sempre superficial; a tristeza é sempre profunda. A felicidade é como uma onda; a tristeza é como as profundezas do oceano. Na tristeza, você fica consigo mesmo, sozinho. Na felicidade, você começa a acompanhar outras pessoas e começa a compartilhar. Na tristeza, você fecha os olhos e mergulha fundo dentro de si mesmo.

Seja sempre capaz de ir para todas as polaridades. Quando a tristeza vier, fique realmente triste. Não tente fugir dela – permita-a, coopere com ela. Deixe que ela se dissolva em você e você se dissolverá nela. Deixe que você e ela sejam uma coisa só. Fique realmente triste: sem resistência, sem conflito e sem luta.

Quando a felicidade vier, fique feliz: dance e fique extasiado. Quando a felicidade vier, não tente se agarrar a ela. Não diga que ela tem de durar para sempre; assim você a perderá. Quando a tristeza vier, não diga: "Não venha", ou "Se tem de vir, por favor venha logo". Assim você deixa de aproveitá-la.

Não rejeite a tristeza e não se apegue à felicidade.

Essa tal Birkin Bag



A primeira vez que ouvi falar da tal "Birkin Bag" foi no seriado Gilmore Girls. Rory ganhou uma do namorado Logan, e sua vó, Emily quando soube, ficou completamente enlouquecida, dizendo que nem ela tinha uma Binkin, enquanto a própria Rory, sem frescura nenhuma, não entendeu a razão de tudo aquilo e nem o valor que tinha essa tal Birkin Bag.


Mas até então, eu achava que não passava de uma bolsa inventada, quando para minha surpresa, em um episódio de Sex And The City, quem ficou enlouquecida, desejando essa tal Birkin Bag é a Samantha, burlando a fila de espera e se fazendo passar por Lucy Liu, sem muito sucesso, claro. Nessa altura fiquei curiosa e corri para o google, descobrindo que "é o grande ícone da Hermès, além de ser a bolsa mais desejada entre as famosas e outras mulherzinhas". Em Sex And The City 2, Samantha finalmente aparece com sua Birkin, no mercado árabe, ela grita quando puxam sua bolsa, achando que ela roubou, "essa birkin é minha".
              Julia Roberts e essa tal "Birkin Bag"

Essa é a tal "Birkin Bag", realmente linda, mas muita frescura para meu gosto.

23 julho 2011

Pensamento do dia


“As pessoas que me dizem que eu vou para o inferno e elas vão para o céu, de certa forma deixam-me feliz de não estarmos indo para o mesmo lugar.” 
Mark Twain

21 julho 2011

Louca por filmes e seriados


Já descobri qual é a minha loucura, e definitivamente, não é comprar sapatos, será que alguém vai entender, por que filmes e seriados? 
É simples, amo ficar em casa, principalmente à noite, de pijama, embaixo o edredom, assistindo algum DVD da minha coleção pessoal, às vezes com uma taça de vinho e sem me preocupar com mais nada, é a hora do dia que relaxo, não preciso de sapatos caros, tardes de compra no shopping, ou academia, muito menos fazer yoga, simplesmente um bom filme ou alguns episódios de um dos meus seriados preferidos me basta para me sentir bem, recuperar as forças, esquecer os problemas ou ficar ainda melhor do que já estava, e ter uma boa noite de sono.




E para quem têm essa loucura, lojas virtuais são uma tentação, estou sempre de olho na internet, é o melhor lugar para conseguir bons preços em DVDs, adoro frete grátis, promoções imperdíveis ou coisa parecida, como foi o caso do filmes "Sex And The City 1 e 2", os dois juntos, saíram o preço de um, e eu fiquei feliz da vida, claro!




Já outra loja virtual, está com os DVD's mais antiguinhos, por 12,90 cada, e eu faço a festa, claro!


Loucura... cada mulherzinha com a sua, mas a minha com certeza, é diferente e sem frescura!


Obs.: ansiosa para que blu-ray fique logo com os preços mais acessíveis.

18 julho 2011

Dupla face


Pior que causar danos...
é consertá-los sem verdadeira intenção.

"Se as pessoas são boas só por temerem o castigo e almejarem uma recompensa, 
então realmente somos um grupo muito desprezível."
  (Einstein) 

17 julho 2011

Joaninhas na sacada


Quem nunca procurou por joaninhas, eu pelo menos, sempre estava atenta, esperando encontrar essas criaturinhas tão pequenas e bonitinhas,  e  hoje, tenho a felicidade de ter uma família inteira de joaninhas, vivendo na minha sacada, e às vezes, passeando dentro de casa.

E elas me fazem sorrir!!

Tem uma frase no filme "Sob o Sol de Toscana" que eu adoro: "Quando era criança, eu ia para o campo para ver as joaninhas, esperava por horas e nada, um dia cansei e adormeci, quando acordei estava coberta por elas."

É bem isso!!

Um coisa precisa ser lembrada...


Só uma coisa precisa ser lembrada: 
seja autêntico
seja sincero consigo mesmo. 
Declare sua verdade, seja qual for o custo

(Osho)

14 julho 2011

Meu All Star velho

Estava esperando terminar todas as temporadas de Sex And The City para criar esse post. Até então, só sabia dessa mania de comprar sapatos, caros e de marca, da Carrie, por causa do primeiro filme, então vendo o seriado, descobri que essa loucura por sapatos, era um vício, tão ruim quanto o cigarro, nem crédito no banco conseguiu quando precisou, porque gastava tudo que ganhava, comprando sapatos caros de marca. Parar de fumar, ela lutou, lutou e conseguiu, apesar de várias recaídas, mas os sapatos, esses persistiram até o final, era seu prazer, sua loucura de consumo.













Sou mulherzinha, e independente de frescura ou não, também tenho minhas loucuras, mas juro que não entendo, por quê sapatos?

Tudo bem, também compro sapatos, também gosto de sapatos, mas nada que me tire do chão, me leve a loucura, afinal, não troco meu All Star velho, por nenhum sapato de sola vermelha.

Leia também: Evolução Tecnológica

Estou me sentindo assim...


Estou me sentindo assim... leve, colorida e com o coração contagiado de felicidade!

13 julho 2011

Pura monotonia


Incrível como desapegar funciona...
sem crenças, sem sonhos, sem ilusões,
tudo fica mais fácil, mais concreto, menos impossível.
Para mim, funciona!
Sou mais feliz do que nunca, 
vivendo no mundo real, apenas com meus desejos,
escondidos a sete chaves.
O que for para ser, será, basta um empurrãozinho,
da sorte, do destino, do acaso, de nós mesmos.
Tudo ao seu tempo, e quando acontece,
Uau!!! Explosão de sentimentos!!
Caso contrário, aguento, supero... pronto, sobrevivi!
É isso... a Vida,
cheia de altos e baixos...
 com momentos de pura monotonia.

(by me)

10 julho 2011

Mundinho particular


''Não sou pra todos. Gosto muito do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias."

(Caio F. Abreu)

Aquela tal maturidade


É tão estranho, e ao mesmo tempo engraçado e gratificante, quando finalmente chegamos naquela idade em que começamos dizer frases do tipo "eu sei o que estou falando", "experiência própria", "na sua idade", "já passei por isso", "deixa pra lá, isso não importa", ... enfim, quando alcançamos aquela tal maturidade e sentimos essa sensação tão boa e reconfortante, que nos deixa mais seguras e cheias de vontade de passar nossos conhecimentos, vivências e experiências adiante para essas mulherzinhas mais novas, ou mais ingênuas, talvez até inquietas, assim como a gente era, até pouco tempo atrás.

09 julho 2011

(...) tudo muda o tempo todo na ViDa


Às vezes, navegando pela blogsfera e redes sociais, dou de cara coisas, pessoas e situações que me tiram do sério. 

Já fiz coisas sem pensar direito, falei  quando deveria ter me calado, agi por impulso, lutei por causas que não segui adiante, briguei com pessoas erradas e fiquei do lado das que não mereciam, mas nada dito ou feito foi sem motivo, pelo menos naquele momento, e apesar de tudo isso, não carrego remorso, arrependimentos ou sentimentalismo comigo, apenas uma leve sensação ruim, um certo desconforto, quando meus pensamentos voltam ao passado, e me lembro do que aconteceu, pronto, passou.

Por isso hoje em dia rostinhos bonitos não me encantam, palavras bondosas não me seduzem e comportamento delicado não me convence

Então não se enganem, não esperem somente sutilezas vindas de mim ou do meu blog, sou impulsiva, intolerante e um tanto insensível, posso ser a melhor das pessoas ou a pior, depende somente "de como e quando você me ver passar".

Esqueçam os detalhes, tudo muda o tempo todo na vida, e não seria diferente comigo, afinal, sou uma mulherzinha inconstante e sem frescura, 

Obs.:  meu texto é de uma visão geral desse universo virtual vivenciado por mim em diversas situações e envolvendo diferentes pessoas.

(by me)

03 julho 2011

Antiga Vida


Como se retorna o curso de uma antiga vida... 
como se segue em frente...
quando, no íntimo, começa-se a entender, que não há volta?
Há certas coisas que o tempo não pode curar. 
Algumas feridas são tão profundas...
que nos acompanham para sempre.

(Senhor dos Anéis - Retorno do Rei - Frodo)

O buraco no meu peito


Uma imagem vale mais que mil palavras!

30 junho 2011

Antes de dormir


É sempre assim, antes de dormir meus pensamentos vão longe e fico cheia de ideias legais e sem frescura para novas publicações, mas pela manhã puft sumiram. Outras vezes deixo as ideias para lá, principalmente quanto tratam-se de coisas pessoais, hoje reflito bastante antes de expor minha vida e meus sentimentos no mundo virtual, por pura questão de preservação.

O blog continua, em ritmo mais lento ultimamente, mas sem parar, e está cheio de publicações novas que têm tudo haver comigo e com minhas leitoras sem frescura.

A dor que ensina

Quer saber, chegue mais perto, vou dizer. Penso que estou acostumada a deixar rolar assim e me viro bem com uma "porçãozinha" de dor. Não sofro, sinto dor. Muito diferente! Pode parecer ridículo, engraçado, sem graça, você pode achar perturbador, mas eu já me acostumei a viver desse jeito. Que graça teria se tudo fosse apenas flores? As flores, coitadas... Perderiam o valor... Não teria graça viver sem idas e vindas, sem feridas para cicatrizar. Eu gosto de morrer um pouquinho para sentir o sabor de renascer. Renascida, fortalecida, inteira, crescida. E assim vou "saborizando" minha vida. Coleciono cicatrizes, sim! Não tenho vergonha delas, foi assim que cresci, foi assim que aprendi e assim vai ser. Sempre mostro para as pessoas queridas, pois me orgulho delas, pois em cada uma está "imprimida" minha força, minha vontade de crescer, vencer. A vida é assim. Momentos. E se for de dor, que seja de pura dor, eu bem sei que em seguida há um sorriso iluminado como em dias ensolarados. A verdade é que a dor me faz companhia, na verdade ela pode ser companheira, basta achar nela o que ninguém quer ver. Que a dor ensina e ensina muito. No dia seguinte à dor, chega um recomeço de presente, embrulhado num lindo laço cor de rosa. Você pode até duvidar, mas eu não duvido. Vale muito a pena!

Por Flavi Miranda - via Bicho Mãe

E depois de um texto maravilhoso como esse, não preciso falar mais nada, trouxe flores para meu dia, fico feliz em saber que não estou só nesse meu mundo de dores, cicatrizes, aprendizado, flores e belos presentes.

27 junho 2011

Conhecer a si mesmo é conhecer tudo


Conhecer a si mesmo é conhecer tudo. E é só isso que enfatizo: nenhuma crença, nenhum dogma, nenhum credo, nenhuma igreja, nenhuma religião.

Por um simples processo de observação interior, você passa a conhecer a si mesmo. E, no momento em que você sabe quem é, logo descobre a verdade essencial de toda a existência, da própria vida, pois você é parte dela.

26 junho 2011

Quando me amei de verdade...

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!
(Quando me amei de verdade-Kim McMillen & Alison McMillen)

21 junho 2011

Saindo agora do forno - Bife de Soja à Parmegiana


Bife de Soja à Parmegiana... servidos?

Ingredientes
  • 1 latinha de bife soja / superbom
  • 1 pacotinho de molho de tomate pronto
  • 1 caldo de legumes
  • orégano 
  • farinha de rosca
  • azeite/óleo
  • queijo mussarela ralado 
(aqui dobrei a receita - família grande e gulosa)

Modo de Preparo

Abra a latinha, escorre a água e passe cada bifinho na farinha de rosca. Arruma numa travessa, espalha óleo por cima. Leve ao forno até dourar, vire os lados para ambos ficarem torradinhos. Em seguida, numa panela, misture o molho de tomate com o caldo de legumes e um pouco de água, deixa ferver, jogue por cima dos bifinhos, coloca o queijo e orégano, leve ao forno novamente para gratinar. Pronto, fácil e rápido. E ainda melhor, sem fritura.

Obs.: para quem não consome produtos lácteos, troque o queijo por tofu temperadinho ou queijo vegetal.

Libertação

O ser humano vivência a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas. 
Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. 
Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo, mas lutar pela sua realização já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior.

(Albert Einstein)

O que estamos consumindo

Come-se pratos gigantes e gordurosos no restaurante, e se pede um refrigerante "light" sem perceber a incongruência disso. E até mesmo esse refrigerante, que só é "light" porque substitui o açúcar por compostos cancerígenos (como o Aspartame), possui uma quantidade absurda de SAL (sódio), que provoca hipertensão (que provoca insônia, agitação, palpitações, etc).

Tudo que comemos tem açúcar e sal. Até pão-doce tem um monte de sal! Vivemos entre o doce extremo e o salgado extremo, sem meio-tons. O que estamos consumindo em nossas vidas? 

(A Farsa do Flúor)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...